Caracas denuncia intervenção europeia

Caracas denuncia intervenção europeia

postado em 15/11/2017 00:00


Um dia depois de a União Europeia (UE) anunciar sanções contra a Venezuela, o chanceler Jorge Arreaza destacou o rechaço à medida e anunciou que as penalidades buscam criar condições para uma ;intervenção; no país. As críticas foram feitas em encontro com diplomatas da UE em Caracas. ;A UE se soma à estratégia americana de criar essas condições. Então, para quê? Para uma intervenção? A Venezuela se reserva o direito às respostas;, declarou Arreaza. Na segunda-feira, os chanceleres da UE aprovaram um embargo de armas e de material para a ;repressão interna; e um marco jurídico para sanções por ;violações dos direitos humanos;.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação