Gastos em alta na PM

Gastos em alta na PM

postado em 15/11/2017 00:00
Entre recursos do GDF e do Fundo Constitucional do Distrito Federal, a Polícia Militar gastou R$ 150,8 milhões com serviços de manutenção e investimentos. Ao todo, o governo investiu R$ 37 milhões do Tesouro com despesas da corporação. Foram R$ 32 milhões para investimentos e manutenção, e R$ 5 milhões para outras despesas correntes. Em 2016, o valor ficou em R$ 42,9 milhões. Nessa rubrica, a Toyota do Brasil foi a maior beneficiada com repasses.

Além desses gastos, há também as despesas com dinheiro do Fundo Constitucional do DF (FCDF), repassado pela União. As despesas da PMDF com custeio e investimento com recursos do FCDF este ano chegaram a R$ 113,8 milhões. No ano passado, esse valor foi de R$ 93,3 milhões. A empresa que mais recebeu da PMDF por meio do Fundo Constitucional foi a Fortaleza Serviços Empresariais, com repasses que somam R$ 17,4 milhões. A firma tem o contrato de limpeza, conservação e higienização postos comunitários de segurança e de todos os prédios sob a responsabilidade da corporação.

Em seguida, aparece a empresa Auto Posto Millenium, de postos de combustíveis, que ganhou da PMDF R$ 12 milhões entre janeiro e novembro, para o abastecimento de combustível da frota da corporação. Em terceiro lugar na lista de repasses está a Stark Construções e Serviços, que recebeu R$ 9,2 milhões este ano. A firma foi contratada para a manutenção de instalações prediais. Já o Colégio Modelle recebeu R$ 9,1 milhões com a oferta de cursos no Colégio Tiradentes da Polícia Militar do DF.




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação