Brasilia-DF

Brasilia-DF

postado em 15/11/2017 00:00
 (foto: Andre Violatti/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Andre Violatti/Esp. CB/D.A Press)

Para evitar desgastes
O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) não pode perder o discurso de honestidade em sua gestão, um diferencial em relação à maioria de seus opositores. Por isso, as suspeitas de extorsão a empresários para a liberação de pagamentos de contratos envolvendo um diretor da Polícia Militar do DF incomodaram a cúpula do governo. A Corregedoria da corporação acompanhou os trabalhos de apuração e cortou na própria carne, mas o desgaste é inevitável. No início da noite, depois de mais de 12 horas da prisão, com as informações sobre a gravidade das suspeitas, Rollemberg decidiu exonerar o coronel Francisco Feitosa do cargo de diretor de Logística e Finanças (DLF) da Polícia Militar. Ele teve a prisão temporária decretada pela Justiça Militar.

De operação em operação
Um dos investigados na Operação Mamon, envolvendo a Polícia Militar do DF, foi alvo também de uma investigação da Polícia Civil do DF. Rogério Gomes Amador, cunhado do coronel Francisco Feitosa, é apontado na Mamon como o operador, o responsável pelos achaques a empresários na liberação de pagamentos. Na Operação Trick, deflagrada em abril de 2015, pela Coordenação de Repressão aos Crimes contra o Consumidor, à Ordem Tributária e a Fraudes (Corf) da Polícia Civil do DF, ele era considerado o cabeça de um esquema de lavagem de dinheiro para financiamento de campanhas eleitorais por meio de empréstimos bancários fraudulentos.

Um aliado no PSD
Mesmo depois do rompimento do PSD com o Executivo, o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) manteve um importante aliado no partido: o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, que tem rodado o país como potencial candidato à Presidência da República. Afif esteve ontem na residência oficial de Águas Claras, para reforçar essa parceria. Ele pretende realizar no DF o evento Fomenta, um dos carros-chefe do Sebrae, como forma de prestigiar a capital do país e o trabalho de Rollemberg no desenvolvimento econômico

Fora da nominata
A bancada do PT estuda a nominata para a disputa a cargos de 2018, mas o ex-governador Agnelo Queiroz não está nesses planos. O problema é que o petista está, até o momento, inelegível pelas condenações na Justiça Eleitoral.

Novos planos para Rôney
Se não estiver inelegível nas próximas eleições, o deputado Rôney Nemer (PP) deve disputar um cargo majoritário como vice ou suplente de senador. Uma possibilidade é até mesmo voltar para a Câmara Legislativa. É que o ex-vice-governador Tadeu Filippelli, seu super aliado político, se prepara para concorrer a um mandato de deputado federal e os dois não poderão dividir a mesma base.

Carrão recuperado
Responsável pela Operação Patrick, a Coordenação de Repressão aos Crimes contra o Consumidor, à Ordem Tributária e a Fraudes (Corf) apreendeu ontem, em São Paulo, um Mercedes Benz C180, avaliado em R$ 150 mil. O carro, que estava ainda na concessionária, foi comprado com dinheiro adquirido nos golpes com a moeda digital Kriptacoin. O veículo, que está ainda sem placa, ficará à disposição da Justiça e o destino final deve ser um leilão público.

Novo comando no clube de oficiais
O coronel da Polícia Militar Hugo Brinco, na reserva, é o novo presidente do Clube dos Oficiais da Polícia Militar do DF. Ele foi eleito no último domingo. O oficial trabalhou com os ex-governadores Joaquim Roriz e Maria de Lourdes Abadia.

Seis anos de muito trabalho e resultados
Com várias operações de repercussão ao longo dos últimos seis anos, o delegado Fernando Cesar Costa, titular da Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos (DRF), prestou ontem uma homenagem a parceiros na desarticulação de organizações criminosas que atuaram no DF. Participaram do evento no auditório da Polícia Civil do DF o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/DF), Juliano Costa Couto, o procurador-geral de Justiça do DF, Leonardo Bessa, o secretário de Segurança e Paz Social, Edval Novaes, e vários representantes da Justiça, do Ministério Público do DF, da Polícia Federal e da Polícia Civil de outros estados, da imprensa e de policiais civis do DF. Fernando Cesar destacou a importância de investigações especializadas, bem feitas, com a devida coleta de provas que levem a condenações judiciais e tirem os criminosos das ruas. É o caso, por exemplo, da Operação Hostibus, contra uma quadrilha especializada em explosões de caixas eletrônicos, e a Condominus, que desbaratou uma organização, com atuação em várias cidades e até fora do país, voltada ao furto de apartamentos de luxo. do nos golpes com a moeda digital Kriptacoin. O veículo, que está ainda sem placa, ficará à disposição da Justiça e o destino final deve ser um leilão público.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação