A tensão da disputa de uma vaga na UnB

A tensão da disputa de uma vaga na UnB

Menos de 3% dos candidatos ao Programa de Avaliação Seriada (PAS) faltaram às provas aplicadas ontem. Inspirações para as redações variaram entre o mundo distópico de Blade Runner e a defesa dos direitos humanos

» ISABELLA DE ANDRADE » BRUNA LIMA ESPECIAIS PARA O CORREIO » MARIANA NIEDERAUER
postado em 04/12/2017 00:00
 (foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press)
(foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press)


Os candidatos das três etapas do Programa de Avaliação Seriada da Universidade de Brasília (PAS/UnB) compareceram em peso às provas aplicadas ontem. Apenas 1.401 dos 53.794 inscritos não prestaram o exame ; abstenção de 2,6%. Estudantes e professores avaliam que as provas estavam dentro do nível de dificuldade esperado e que, este ano, seguiram mais rigorosamente a matriz de referência determinada pela instituição de ensino.

Pela primeira vez, estudantes das três séries do ensino médio prestaram a prova no mesmo dia. Agora, eles precisam ficar atentos às próximas etapas da seleção. Na quarta-feira, saem os gabaritos oficiais preliminares e, nos dois dias seguintes, é aberto o prazo para interposição de recursos (veja o quadro). O bom desempenho pode garantir uma das 4.222 ofertadas ; divididas entre o primeiro e o segundo semestres do próximo ano.

A redação, tradicionalmente um dos pontos mais esperados da avaliação, também não surpreendeu em nenhuma das etapas, mas mostrou um nível de exigência bem acima do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os estudantes do PAS 1 tiveram que redigir um texto narrativo contando o restante da vida de uma pessoa que acaba de descobrir que morrerá em uma semana. A inspiração era o livro de José Saramago As intermitências da morte. No PAS 2, o candidato deveria imaginar que é um androide em 2079 e escrever um texto argumentando que não há diferença entre ele e um ser humano, cenário semelhante à distopia do filme Blade Runner, que teve uma sequência lançada este ano.

O tema da redação do PAS 3 foi o que mais guardou semelhanças com o Enem e também marcou o apelo social das provas da UnB. Era preciso redigir uma carta ao Conselho Nacional de Autorregulação Publicitária (Conar) com argumentos contra a veiculação dos anúncios apresentados na prova. Questões de gênero, apologia à violência entre crianças e incentivo ao consumismo são alguns dos debates suscitados pelos anúncios ; a maioria veiculada nas décadas de 1970 e 1980. ;A batedeira faz tudo, exceto cozinhar. Essa é a tarefa das esposas;, dizia um deles.

;Os temas estavam adequados e exigiam do aluno o que foi previsto no conteúdo, além de estarem coerentes com o histórico de cobrança da UnB. A qualidade das provas e das escolha das abordagens estava muito melhores do que no ano passado, nas três fases, e sem fugir dos padrões UnB;, avaliou o professor de português do Galois Edie Uarlei. Na prova de sociologia, mais uma vez, os avaliadores reforçaram a cobrança de temas atuais e com focos nos direitos de minorias. A intolerância religiosa foi tratada por meio da citação do documentário Atlântico Negro ; Na Rota dos Orixás.

A estudante Clara Franco, 17 anos, que pretende cursar psicologia, participou da última etapa do PAS. ;Consegui atingir o que eu esperava, mas fico com receio do gabarito;, ressaltou. Ela confirma não ter encontrado muitas surpresas. ;Achei condizente e sem grandes diferenças em comparação com as provas passadas. A parte de exatas foi bem conteudista, ou você sabia ou não fazia. Mas, na de humanas, encontrei algumas questões ambíguas, tive dificuldade de marcar. Já na redação, achei aleatório ter que fazer uma carta, mas, quanto à cobrança de se fazer uma argumentação forte, isso já era esperado;, concluiu.



Antecedência

Para garantir a chegada ao local de prova sem imprevistos, muitos alunos saíram cedo de casa. No câmpus Darcy Ribeiro, na Asa Norte, a movimentação era grande já às 11h, duas horas antes do início da prova. É o caso de Ana Beatriz Cordeiro, 16, candidata da primeira etapa. Moradora de Águas Lindas de Goiás (GO), ela saiu às 9h de casa, acompanhada da mãe, Miriam Pereira, 55. As duas moram em uma chácara na cidade localizada a 54km do Plano Piloto. ;Minha mãe nunca interferiu na minha escolha de curso. Ela orienta, mostra as possibilidades;, afirmou a candidata.

Orgulhosa, Miriam contou que a filha é ótima aluna e que já passou de ano na escola, antes mesmo das provas finais. ;Eu acompanho muito os estudos dela, mas não interfiro em nada. Muitos pais querem influenciar as escolhas dos filhos, e isso é muito ruim, a pessoa não fica feliz;, destacou ela, que decidiu aproveitar o ritmo de estudos da filha e começou um curso de pedagogia a distância.

Raimunda Alves, 47, estava sorridente e ansiosa para o início da prova do filho, Adailton Alves, 16. Ela esperou no local do exame até o fechamento dos portões e contou que termina, neste ano, seu curso de enfermagem. Mãe e filho acordam diariamente às 4h30 da manhã e saem de casa às 5h para chegar sem atrasos à escola. Adailton tem bolsa integral em uma escola particular. A mãe se mostrou feliz com o aumento da diversidade de alunos que preenchiam o câmpus. ;Estou vendo que há bem mais alunos negros por aqui e, antigamente, essa questão racial era complicada na universidade;, afirmou. ;Acredito que essa diversidade está aumentando aos poucos e isso é muito bom;, destaca.


Calendário do PAS

; Quarta-feira, a partir das 19h
Gabaritos oficiais preliminares dos itens tipo A, B e C e padrões de resposta dos itens tipo D

; Quinta e sexta-feira
Prazo para interposição de recursos contra os itens dos tipo A, B e C e contra os padrões de resposta preliminares do tipo D, entre as 9h do primeiro dia e as 18h do segundo, pelo site: www.cespe.unb.br/pas.

Para a 3; etapa

; 21 de dezembro, a partir das 19h
Resultado provisório dos itens tipo D e da redação em língua portuguesa

; 10 de janeiro de 2018, a partir das 19h
Divulgação dos gabaritos oficiais definitivos dos itens dos tipos A, B e C e os padrões de respostas dos itens do tipo D da prova de conhecimentos da 3; etapa

; 22 de janeiro, a partir das 8h
Divulgação dos resultados finais nos itens tipo D e da prova de redação em língua portuguesa e liberação da consulta individual de desempenho aos candidatos, além de relatório com argumentos mínimos e máximos por sistema, câmpus, curso e turno.

; 23 e 24 de janeiro
O candidato terá das 8h do primeiro dia até as 19h do segundo dia para, caso queira, alterar a sua pré-opção de câmpus, curso e turno

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação