Acidente mata bebê em Copacabana

Acidente mata bebê em Copacabana

postado em 19/01/2018 00:00
 (foto: Reprodução
)
(foto: Reprodução )


Um carro invadiu o calçadão, ultrapassou a ciclovia e só parou na faixa de areia da praia de Copacabana ontem por volta das 20h30 deixando, pelo menos 11 feridos, segundo a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ), entre eles duas crianças. Segundo a GloboNews, uma bebê de oito meses, chamada Maria, não teria resistido aos ferimentos e morreu na UPA do bairro.

Os feridos receberam os primeiros socorros no local e, depois, foram transferidos para os hospitais municipais Miguel Couto, no Leblon, e Souza Aguiar, no Centro da capital fluminense. O Correio entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde para saber o estado de saúde das vítimas, mas não obteve retorno até o fechamento desta edição.

O motorista foi detido por policiais do 19; Batalhão e encaminhado à 12; Delegacia de Polícia ; ambos de Copacabana. Ele foi identificado como Antônio de Almeida Anaquim, 41 anos. Em depoimento, o homem contou que sofreu um ataque epilético e apagou ao volante. A versão foi corroborada por testemunhas que disseram ter visto remédios para epilepsia no veículo. O motorista será encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exames. Pelo Twitter, a PMERJ descartou a possibilidade de atentado terrorista.

Após o atropelamento, duas faixas da Avenida Atlântica, no sentido Leme, precisaram ser interditadas para que a polícia e o Corpo de Bombeiros pudessem trabalhar no atendimento às vítimas. Em razão do horário de verão e da época do ano, o calçadão estava cheio de pedestres no momento do acidente. Boa parte deles, turistas que visitavam a cidade.

Febre amarela mata músico em MG
O músico Flávio Henrique Alves de Oliveira, 49 anos, é mais uma vítima da febre amarela. Presidente da Empresa Mineira de Comunicação (EMC), ele estava internado desde o dia 11, em Belo Horizonte, no Hospital Mater Dei, onde foi diagnosticado. A morte em decorrência de complicações derivadas da doença aconteceu, ontem, por volta das 7h. Produtor e compositor, ele tinha mais de 180 músicas gravadas, repertório construído em parceria com nomes como Paulo César Pinheiro, Chico Amaral, Milton Nascimento e Toninho Horta. Em sua carreira, lançou um DVD e oito CDs autorais, sendo Zelig o mais recente, de 2012.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação