Perto da natureza

Perto da natureza

Aproveite o finalzinho das férias escolares para conhecer restaurantes que unem gastronomia de qualidade e a proximidade com o campo

Beatriz Queiroz* Renata Rios
postado em 19/01/2018 00:00
 (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)






Em um mundo no qual a tecnologia tomou conta, as gerações parecem cada vez mais distantes da natureza. Tirar leite da vaca, pegar ovo no galinheiro, colher fruta no quintal ou plantar uma horta são atividades raras no cotidiano urbano, corrido e prático.

O supermercado virou a fonte de tudo. O ovo vem na caixinha. A carne nem parece que foi um animal um dia ; é apenas mais um dos produtos que levamos das prateleiras.

Na contramão de toda essa praticidade, existem locais no Distrito Federal onde o cliente passa por diversas experiências que o conecta com a natureza. ;A maioria das pessoas que nós recebemos tem a expectativa de apresentar às crianças um pouco dessa realidade;, explica Márcio Ferreira, gerente do Hotel Fazenda Brasília Resort.

Outro local no qual as crianças se encantam com a natureza é o restaurante Vista Linda. ;Os pais podem aproveitar o espaço para descansar, já os pequenos correm, brincam e gastam a energia acumulada nos dias de férias;, garante o proprietário da casa, Gouthier Dias.

Ainda para quem busca uma aventura não tão distante, o Cantina Della Mamma, localizado no Centro Hípico do Lago Sul, exibe ar descontraído. Enquanto o comensal desfruta de um dos quitutes do local, é possível ver a pista repleta de cavalos em treinamento.

;O nosso público é especialmente família, os pais gostam de ir e deixar as crianças livres. Temos um parquinho grande e bastante espaço para as crianças correrem;, garante a representante do espaço Palloma Muterlle.



Aula de história
Em plena crise hídrica, a churrascaria Paranoá parece o local ideal para levar os pequenos. Localizada no Estacionamento da Barragem do Paranoá, serve como uma aula para os pequenos que apreciam desde a bela vista do lago até a cena de as comportas da barragem sendo abertas. ;Nesta época de chuva, a barragem fica aberta. As crianças adoram;, garante o chef e proprietário Fábio Martins dos Santos.

No local, além de fotos e decorações que servem como uma aula de história para os pequenos, dois parquinhos garantem espaço para extravasar a energia.

;Como uma das casas mais antigas de Brasília, esse local é um museu vivo. JK costumava vir aqui durante a construção da capital, e isso atrai muita gente que quer conhecer o local onde o presidente comia;, comemora Fábio.

No menu, muitas opções, entre elas a galinha caipira (R$ 130), feita no local desde 1956, o ano em que se abriu a casa. O prato serve quatro pessoas e acompanha arroz, farofa e polenta ou pirão. Para quem busca algo mais exótico, vale encomendar a moqueca de jacaré ou o jacaré frito. ;Esse é um prato que só faço por encomenda, mas é muito saboroso. A carne do jacaré lembra uma mistura de frango com peixe;, revela.





Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação