Brigões recebem vaias

Brigões recebem vaias

» RENATO SOUZA » RODOLFO COSTA
postado em 14/02/2018 00:00
Foliões lotaram o Eixo Monumental para a segunda noite de festa dos blocos Raparigueiros e Baratona, que, no total, reuniram 70 mil pessoas ao som de muito axé e funk. Os blocos, consagrados como os dois maiores de 2018, mudaram o percurso. O motivo foi a queda de parte de viaduto do Eixão Sul, que fez a festa ser transferida da Asa Sul para a área central de Brasília.

Comemorando a 42; edição, a concentração do Baratona teve início às 16h, ao lado da Torre de TV. Logo que o bloco começou a se mover, às 19h50, começaram as brigas, desta vez, repreendidas pelas vaias dos foliões. A festa seguiu pelo Eixo e fez a volta na altura do Palácio do Buriti, chegando ao fim às 22h.

O vendedor Hiago Garcêz, 21 anos, e a amiga Ellen Caroline aproveitaram o Baratona. ;Está muito bom. Estamos esperando tocar a música da MC Loma. Ela está arrasando neste carnaval;, afirmou Hiago.

Com 26 anos de tradição, o público do Raparigueiros era formado por jovens. Houve quem ousou e fugiu das fantasias de super-heróis e princesas. A professora Ana Clara Queiroz, 23, saiu de Iemanjá. ;Vim para dançar muito. A energia está ótima;, destacou a foliã.

A animação atraiu a vice-presidente da 1; Casa de Acolhimento ao Público LGBT Casa Rosa, Kyara Zaruty. A expectativa era clara: beijar bastante. ;Não vou mentir. Essa é a minha expectativa.; A amiga Kátia Mota, 35, comemorou a estrutura e a segurança. (PG)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação