Parte do teto do aeroporto cai

Parte do teto do aeroporto cai

Temporal de ontem à tarde provocou o entupimento de uma calha e causou o descolamento do forro do terminal, justificou concessionária que administra o local. Um homem ficou ferido, mas foi liberado após ser encaminhado ao hospital

ANA VIRIATO BRUNA LIMA Especial para o Correio
postado em 19/02/2018 00:00
 (foto: Reprodução/WhatsApp
)
(foto: Reprodução/WhatsApp )

Pela segunda vez em menos de 30 dias, parte do teto do Aeroporto Internacional de Brasília ; Juscelino Kubitschek, desabou. Ontem, após forte chuva, um pedaço do teto do salão de embarque nacional ruiu e deixou um homem ferido. A Inframerica, responsável pela administração do local, informou que a vítima recebeu cuidados imediatos da equipe médica e foi encaminhada ao hospital, onde, depois de exames, recebeu alta. O passageiro não teve a identidade revelada.

O acidente, que aconteceu por volta das 16h, ainda provocou um vazamento de água em frente ao portão 17. A concessionária explicou que, com o temporal, ;uma calha de escoamento de água pluvial ficou entupida, causando o descolamento de uma placa do forro do terminal;. Equipes da concessionária chegaram ao local do acidente por volta de 16h20 e o isolaram para garantir a segurança dos passageiros e o funcionamento do terminal aéreo.

A vendedora Caroline Dias de Andrade, 24 anos, testemunhou o acidente. Ela trabalha em uma loja em frente ao teto que desabou e havia acabado de chegar ao local no momento do acidente. ;Virei de costas e a estrutura despencou em cima de um quiosque onde os funcionários trabalham com venda de malas e de assinaturas de revistas;, contou. A moça disse que se assustou com o temporal. ;Choveu muito dentro do aeroporto, quando o teto caiu. Fiquei horrorizada;, complementou.

Mau tempo

Na hora em que a estrutura caiu, ventos de 63 km/h e pancadas de chuva atingiam o Aeroporto de Brasília, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O órgão informou que não é possível precisar o nível de precipitações no local, que não conta com um pluviômetro. Ainda assim, em alguns pontos do Distrito Federal, o acumulado do dia chegou a 38 mm.

Por conta do mau tempo, o aeroporto registrou um voo atrasado. As más condições meteorológicas causaram a suspensão de pousos e decolagens entre as 16h12 e 16h28. A previsão é de que as precipitações continuem nos próximos dias, acompanhadas de ventos fortes, tempo encoberto e trovoadas.

Esta não é a primeira vez que partes da estrutura do aeroporto despencam. Em 27 de janeiro, o teto, que sustentava uma televisão na área de embarque internacional, também caiu em um dia com registro de temporais. Ninguém se feriu. Em 17 de novembro de 2015, uma forte chuva provocou a queda de um pedaço do teto do saguão de espera, no Terminal 2. À época, por conta das condições climáticas, nove voos sofreram atrasos.

3
Número de vezes que partes da estrutura do aeroporto despencaram


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação