Longa lista

Longa lista

postado em 22/02/2018 00:00
 (foto: Fiat/Divulgação)
(foto: Fiat/Divulgação)


Lógico que a grande ;guerra; do segmento será entre o modelo italiano e o Volkswagen Virtus. Para se armar à altura do alemão, a Fiat aposta em uma boa lista de equipamentos. Desde a versão de entrada, os itens de série são interessantes. A Drive manual (R$ 55.900) conta com os já básicos vidro e trava elétrica e ar-condicionado, além de central multimídia com tela de sete polegadas, comandos no volante, duas entradas USB, direção elétrica, painel de instrumentos com display em TFT de 3,5 polegadas, sistema de monitoramento de pressão dos pneus (algo raro em veículos da categoria) e banco do motorista com ajuste de altura.

A Drive GSR (R$ 60.990) conta com todos os itens da versão de entrada e acrescenta o câmbio automatizado de cinco velocidades (o mesmo já utilizado no Uno, Mobi e Argo) com borboletas no volante, sistema start/stop, vidros traseiros e retrovisores elétricos, controles de tração, de estabilidade e de velocidade em cruzeiro e auxiliar de partida em rampa.

A primeira opção com motor 1.8, a Precision manual (R$ 62.990), vem com luz de circulação diurna, faróis de neblina e roda de liga leve de 16 polegadas, além de todos os itens da configuração anterior, exceto o câmbio GSR e o cruise control. A Precision topo de linha (R$ 69.990) acrescenta câmbio automático de seis velocidades, borboletas no volante, que passa a ser de couro, controle de velocidade de cruzeiro, apoio de braço para o motorista, luz ambiente e maçanetas e frisos das portas cromados.

Como é tradição na Fiat, as quatro versões contarão com itens opcionais. Na Drive é possível acrescentar faróis de neblina, rodas de liga leve de 15 polegadas, câmera de ré e sensor de estacionamento, além de retrovisores e vidros traseiros elétricos na de entrada. Já às Precision é possível adicionar airbags laterais, câmera de ré, display TFT de alta resolução no painel de instrumentos de sete polegadas, ar-condicionado digital, espelhos retrovisores externos com rebatimento elétrico, entrada e partida do motor sem a chave, sensores de chuva e crepuscular, bancos em couro, maçanetas e frisos das portas cromados e rodas de liga leve de 17 polegadas.

Mais do mesmo


O conjunto mecânico do Cronos é exatamente igual ao do Argo. A única diferença é que ele não contará com o motor 1.0 de três cilindros, no mais, a mesma coisa. São duas opções de propulsor: 1.3 de 109 cavalos 14,2kgfm de torque no etanol e 101 cavalos e 13,7kgfm na gasolina e 1.8 de 139/135 cavalos e 19,3/18,8kgfm de torque. Já a transmissão conta com três variações: manual de cinco velocidades, GSR automatizada também de cinco marchas e automática de seis.

* Viajou a convite da Fiat


Ficha técnica
  • Motores: 1.3 de 109cv a 6.250rpm e torque de 14,2kgfm a 3.500rpm (e) e 101cv a 6.000rpm e torque de 13,7kgfm a 3.500rpm (g) e 1.8 de 139cv a 5.750rpm e torque de 19,3kgfm a 3.750rpm (e) e 135cv a 5.750rpm e torque de 18,8kgfm a 3.750rpm (g)
  • Dimensões: 4.364mm de comprimento; 1.726mm de largura; 1.508mm de altura e 2.521mm de entre-eixos;
  • Transmissão: manual de 5; automatizado de 5 e automático de 6 velocidades
  • Direção: elétrica
  • Porta-malas: 525 litros
  • Suspensão: independente tipo McPherson na dianteira e
  • semi-independente na traseira
  • Pneus: 175/65 R 14 e 195/55 R16
  • Freios: a disco na dianteira e a tambor na traseira



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação