Trump defende guerra às drogas

Trump defende guerra às drogas

postado em 02/03/2018 00:00
 (foto: Mandel Ngan/AFP)
(foto: Mandel Ngan/AFP)


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sugeriu ontem a adoção da pena de morte para traficantes de drogas, com base em uma comparação entre eles e os assassinos e na observação das legislações rigorosas adotadas em países como Filipinas, Indonésia e Cingapura. ;Alguns países têm punições extremamente rígidas: a pena capital. E eles têm muito menos problemas de drogas do que nós;, disse o presidente, na Casa Branca, durante uma reunião com autoridades sobre a crise do consumo de opioides, que mata cerca de 200 norte-americanos por dia, em média.

;Temos traficantes de drogas que matam centenas e centenas de pessoas, e a maioria deles nem vai para a prisão;, argumentou Trump. ;Se você atira em uma pessoa, você paga com a vida: condenam você à pena de morte. Essas pessoas podem matar 2 mil, 3 mil pessoas e nada acontece com elas.;

Os comentários do presidente parecem corroborar rumores que circulam na Casa Branca, segundo os quais Trump estaria se referindo com frequência, de maneira elogiosa, à política de ;guerra às drogas; adotada pelo presidente filipino, Rodrigo Duterte. Em campanha e depois de assumir o cargo, ele deu publicamente aval à ação de esquadrões da morte acusados de execuções extrajudiciais de suspeitos de narcotráfico. As denúncias estão sendo investigadas pelo Tribunal Penal Internacional (TPI).

;Precisamos ter força contra os que vendem drogas para os nossos jovens;, insistiu Trump. ;Temos de ter força e tenacidade. Então, teremos de ser muito rígidos nas punições.;



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação