A triste história de um palhaço feliz

A triste história de um palhaço feliz

postado em 02/03/2018 00:00
 (foto: Giral Comunicação/Divulgação)
(foto: Giral Comunicação/Divulgação)


Quando o menino Francisco Everardo Oliveira Silva, de 8 anos, entrou no picadeiro pela primeira vez no interior do Ceará, não imaginava que, tempos mais tarde, seria conhecido pelo Brasil inteiro como o palhaço Tiririca e muito menos que ocuparia uma cadeira na Câmara dos Deputados.

Isso é o que ele conta em Tiririca, minha história, espetáculo que chega pela primeira vez aos palcos dos teatros da capital federal neste fim de semana.

Na peça, uma espécie de memórias, Tiririca lembra que, antes de ser palhaço, foi trapezista, malabarista e mágico. Mas foi fazendo rir que ele se encontrou.

Nos anos 1990, Tiririca estourou para o país inteiro ao gravar Florentina. A carreira de humorista não fica de fora de Tiririca, minha história, e ele se lembra de A Vila do Tiririca, na extinta TV Manchete.

Serviço

Tiririca ; Minha História

Teatro dos Bancários (314/315 Sul). Sábado, às 21h, e domingo, às 20h. Ingressos a R$ 45 (meia) e R$ 90 (inteira). Os 200 primeiros assinantes do Correio têm 60% de desconto na inteira. Não recomendado para menores de 14 anos. Informações: 3034 6560.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação