Duas perguntas / Renato Janine Ribeiro

Duas perguntas / Renato Janine Ribeiro

postado em 13/03/2018 00:00
Fora a educação pública, não temos também um problema estrutural na educação no Brasil de forma geral? Nossos índices internacionais, como o PISA, por exemplo, são sempre muito ruins;
Sempre. É um problema grande no Brasil e não sei qual a dimensão. Existe uma falta de projeto muito grande por parte da elite brasileira. Se você comparar com Estados Unidos e França, verá que as elites fizeram projetos muito bem estruturados para seus países. Fizeram e conseguiram, também com muita luta dos mais pobres, mas os pobres também se empenharam e você acabou tendo países mais desenvolvidos. O Brasil ficou muito parado num processo muito antigo.

Em seu livro A boa política, conjunto de ensaios recém-lançado, você escreve sobre as diferenças entre liberalismo e socialismo e diz que pode haver migração entre eles. O que é preciso para conseguirmos fazer isso?
Primeiro seria bom termos autênticos liberais no Brasil, gente que defenda igualdade de oportunidades. Os nossos se dizem liberais, mas apenas são contra a intervenção do estado. Eles aceitam o poder econômico, o poder religioso, o poder irrestrito da família, mesmo quando são abusivos. Esse é um erro cognitivo gigantesco. Mas não é só por falta de instrução e educação, é porque convém. Isso acaba sendo um retrocesso, porque só mantém o que está ali. O capitalismo é apenas um instrumento de produzir mais. Para ser moralizado, foi preciso muita luta sindicalista e hoje muita luta ambiental, porque ele atropela os direitos sociais e o meio ambiente. As sociais-democracias conseguiram isso. Na Europa Ocidental, mesmo os governos de direita mantêm a estrutura de serviços públicos que garantem a igualdade.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação