A praga da sonegação corrói a economia

A praga da sonegação corrói a economia

postado em 13/03/2018 00:00

O Brasil não suporta mais sua estrutura tributária. A complexidade do sistema e o excesso de impostos em vários setores estão estimulando o descaminho. Nunca tantos produtos contrabandeados e pirateados circularam pelo país. Esses ilícitos prejudicam a economia, pois tiram a competitividade da indústria e impedem a criação de empregos. Riquezas que poderiam reduzir as inaceitáveis desigualdades sociais estão indo para o ralo. No Correio Debate: Tributação e Desenvolvimento Econômico, realizado em 6 de março, especialistas e autoridades ressaltaram a urgência de se fazer uma reforma no regime de arrecadação. Para Edson Vismona, presidente do Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (Etco), patrocinador do evento, não há mais espaço para o ;jeitinho;.

O Brasil, na visão dele, não pode mais permitir que empresários bandidos, cuja especialização é sonegar tributos, prejudiquem quem atua dentro da lei. O secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, reconhece que a praga da sonegação provoca anomalias difíceis de serem corrigidas. Ele defende a simplificação tributária. Na visão de Geraldo Seixas, presidente do Sindicato Nacional dos Analistas Tributários (Sindireceita), apoiador do Correio Debate, o contrabando atrai o pior no crime organizado.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação