IPCA deve surpreender

IPCA deve surpreender

postado em 19/03/2018 00:00
O resultado da inflação de março deve manter o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) abaixo de 3%, na comparação de 12 meses, pelo nono mês consecutivo. A mediana das expectativas do mercado para o resultado está em 0,22%. Entretanto, diversos analistas acreditam em uma variação de preços ainda menor. Com a inflação abaixo do piso da meta ; de 3% ao ano ;, as apostas são de que a carestia favorecerá o corte de 0,25 ponto percentual de juros na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central (BC), que começa amanhã e termina na quarta-feira.

Pelas contas da economista-chefe da Rosenberg Associados, Thaís Marzola Zara, o IPCA-15 ; considerado a prévia da inflação oficial ;terá alta de 0,12% em março. O percentual será menor do que a alta de 0,38%. Na comparação em 12 meses, o indicador deve perder força de 2,86% para 2,83% neste mês. ;Destaque para a desaceleração do grupo transportes, reflexo da reversão da pressão recente observada sobre os combustíveis. Em contrapartida, o grupo habitação deve ficar mais pressionado, em linha com o fim do efeito deflacionário sobre o item energia elétrica residencial, influenciado pela queda da cobrança via bandeiras tarifárias, de vermelha para verde;, diz.

O diretor de pesquisas e estudos econômicos do Bradesco, Fernando Honorato Barbosa, avalia que o IPCA-15 terá variação positiva de 0,09%. ;Esse resultado ainda refletirá a deflação de alimentos e núcleos em patamar baixo;, destaca.

Moderação

Pelas contas do economista Elson Teles, do Itaú Unibanco, o IPCA de março deve registrar alta de 0,15%, com a taxa em 12 meses recuando para 2,7%. ;A queda da inflação em relação ao apurado no mês anterior será determinada pelo esvaziamento das altas dos grupos educação e transportes. Por outro lado, para o grupo alimentação e bebidas, prevemos alta moderada em março, após a queda de 0,3% no mês anterior;, avalia. Para 2018, a projeção de Teles para a inflação se mantém 3,5%. (AT)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação