Aos pés dos condenados

Aos pés dos condenados

postado em 30/03/2018 00:00
 (foto: Vatican Media/AFP)
(foto: Vatican Media/AFP)

O papa Francisco começou as celebrações da semana santa cumprindo a cerimônia do lava-pés, mais uma vez, no interior de uma unidade prisional ; mas repetiu o gesto de Jesus com detentos que não são cristãos . Entre os 12 presos que tiveram os pés lavados pelo pontífice estavam dois muçulmanos, um judeu ortodoxo e um budista, na prisão de Regina Coeli. Durante a visita, Francisco informou estar com catarata e disse que espera ser operado no próximo ano.

Na tradição cristã, a quinta-feira santa comemora o dia em que Jesus lavou os pés dos apóstolos e celebrou a instituição da Eucaristia na última ceia, na noite anterior à crucificação. Ontem, a cerimônia do lava-pés ocorreu depois de uma breve reunião do pontífice com presos doentes. ;Cada um tem a oportunidade de mudar de vida e não tem de ser julgado;, declarou o papa, assumindo que ele próprio se considera um pecador, em homilia transmitida pela Rádio Vaticano. Conservadores já o criticaram por ter incluído mulheres e não cristãos na cerimônia.

O papa, de 81 anos, reagiu com bom humor à fala do diretor da prisão sobre a necessidade de uma visão de longo prazo sobre a reabilitação dos presos. ;Isso é bom;, disse. ;Na minha idade, por exemplo, a catarata chega e não se consegue enxergar a realidade bem. No ano que vem, terei de operar.;

A catarata, que embaça as lentes naturais dos olhos, é mal comum em idosos. A cirurgia para corrigir o problema é considerada de rotina e tem alta taxa de sucesso.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação