Pantaneiro e afrodisíaco

Pantaneiro e afrodisíaco

postado em 30/03/2018 00:00
 (foto: Helio Montferre/Divulgação)
(foto: Helio Montferre/Divulgação)




A enorme variedade de opções de peixe do Pantanal fascina. A piranha ganha fama pelo perigo que representa, mas o chef Anderson Ferreira, do D;Lurdes ; Delícia de Minas, afirma que o peixe rende um delicioso caldo, que será oferecido durante a semana santa.

;Recentemente estive no Pantanal. As comidas de lá são muito interessantes. Tem tanta coisa para a gente conhecer...;, conta o chef. Para o caldo de piranha, o chef revela que o peixe não se adapta bem a criatório, por isso costuma ser pescado em seu habitat, o que garante um sabor diferenciado.

;Durante a semana santa, o caldo vai fazer parte do rodízio (R$ 38,90, servido das 18h às 23h), que inclui, além dos caldos, as pizzas e massas da casa. Para quem pedir só ele, são 500ml por R$ 12,90;, informa.

;A receita leva tomate, cebola, azeite, pimentão amarelo e vermelho, pimenta-dedo-de-moça, limão e tempero do chef. É um caldo forte, que te sacia sem deixar a sensação de empanturramento;, explica. Ele ainda complementa que, por ser carnívora, a piranha tem um sabor exótico. ;Esse caldo é feito com bastante peixe. Ele é cozido até se desmanchar, deixando o preparo espesso;, descreve.


Delícia do Centro-Oeste
A cozinha do Dudu Bar marca os comensais pela variedade. São pratos com as mais diversas referências, colhidas nas muitas aventuras vividas pelo chef Dudu Camargo. Para a semana santa, tanto a casa do Lago Sul quanto a da Asa Sul apostam em cheio no Pantanal e servem a mojica cuiabana de autor, acompanhada de farofa de banana com castanhas de baru descascadas e torradas (R$ 39,90).

Peixe escolhido para a receita, o pintado é um dos que pode ser usado no preparo. ;A mojica é feita sempre com peixe de couro: pintado, bico de pato, peixes da família do bagre, entre outros;, explica. O chef ainda revela que conheceu a receita no Pantanal: ;Conheci lá, feita por uma tribo indígena;.

Dudu explica que, por ser um preparo ribeirinho, o frescor da mojica é um diferencial. ;O couro dá um paladar específico, sem contar a consistência da carne;, descreve.


Clássico brasileiro
Há três anos, o restaurante La Espanhola agita as noites de Samambaia. Elissandra Nunes, gerente da casa, explica que o happy hour no La Espanhola é animado.
Para completar a noite dos clientes, a caneca de 300ml de chope (R$ 4,96) acompanha um dos pratos mais tradicionais entre as cinco regiões do país: a isca de peixe (R$ 36).

O petisco é feito com tilápia ou panga. ;A gente compra peixe fresco, não utilizamos peixe congelado;, explica a gerente.

;Nós cortamos as iscas em pedaços de até seis centímetros;, conta Denis Rodrigues, cozinheiro do local.

Antes de ser empanado, o peixe é temperado com limão. O petisco é acompanhado por um molho da preferência do cliente, que pode escolher entre maionese, molho tártaro ou rosé.

Outros petiscos fazem parte do menu do estabelecimento, como o camarão a alho e óleo (R$ 59,90) e o camarão à delícia, ao molho de catupiry (R$ 59,90).


ONDE COMER
Carpe diem
(104 Sul, Bl.D, lj.1; 3325-5301), aberto diariamente, das 12h à 1h.

Casa de Mainha
(Q.2, Bl.I, cs. 32, Cruzeiro Velho; 99293-1975), na semana santa, o restaurante é aberto de quinta a sábado, das 12h às 22h, e no domingo, das 12h às 18h.

Delícias do Pará
(Feira de Artesanato da Torre de TV, Bloco R, Box 578; 3327-1590), aberto de sexta a domingo, das 9h às 18h.

D;Lurdes ; Delícia de Minas
(Av. Castanheiras, R. 33/34, lj 1, 2 e 3, Ed. Beverly Hills Plaza, Águas Claras; 3204-3283), aberto diariamente, das 12h às 15h e das 18h às 23h.

Dudu Bar
(303 Sul, Bl. A, lj 3; 3323-8082), aberto de segunda a quinta, das 12h às 15h e das 18h à 1h; sexta e sábado, das 12h às 2h; e domingo, das 12h às 17h. (SHIS QI 11, Bl. I, lj 40/46, Lago Sul; 3248-0184), aberto de terça a quinta, das 12h às 15h e das 18h à 1h; sexta e sábado, das 12h às 2h; e domingo, das 12h às 0h.

Ki-mukeka
(Setor de Hotéis e Turismo Norte, Tc. 2, Qd. 1, Lt. 5; 3306-1015), aberto de terça a domingo, das 12h às 17h.

La espanhola
(QR/QN 204, cj.1, Lt. 23, Samambaia; 3032-1285), de quarta a domingo, das 16h às 2h.

Le Vin
(ParkShopping, Espaço Gourmet, lj 249 K2, Guará; 3028-6336), aberto de segunda a quinta, das 12h à 0h; sexta, das 12h às 22h; sábado, das 12h à 0h; domingo, das 12h às 19h.

Vista Linda Gastronomia e Lazer
(Núcleo Rural Lago Oeste, Rua 14, Chácara 379; 3302-5939; 99622-6004), sexta, sábado e domingo, mediante reserva, das 12h às 18h. Para outras datas reserva com dois dias de antecedência.




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação