As ameaças de Trump

As ameaças de Trump

postado em 28/04/2018 00:00




Num gesto considerado sem precedentes, o presidente americano Donald Trump insinuou que poderá retaliar países que votarem contra a candidatura da América do Norte para receber a Copa do Mundo de 2026. A decisão será tomada pela Fifa em 13 de junho, em Moscou. Além do pleito de Estados Unidos, Canadá e México, está na corrida o Marrocos.

Em uma mensagem nas redes sociais na noite de quinta-feira, Trump foi claro. ;Os EUA apresentaram uma candidatura forte com o Canadá e México para a Copa do Mundo de 2026;, escreveu. ;Seria uma pena se países que sempre apoiamos fizessem agora lobby contra os EUA. Por qual motivo deveríamos apoiar esses países quando eles não nos apoiam?;, questionou.

A mensagem foi recebida como uma ameaça e pressão sobre os países que, em dois meses, decidirão a sede do Mundial de 2026.

Fora da Copa da Rússia após não conseguirem se classificar, os EUA estão no centro do debate sobre o futuro da Fifa. A entidade abriu a possibilidade para que três países pudessem sediar o Mundial. Isso por conta da ampliação do número de seleções, de 32 para 48.

Gianni Infantino, presidente da Fifa, estima que o novo formato geraria US$ 1 bilhão (cerca de R$ 3,5 bilhões) a mais em renda para a entidade, mesmo que para isso seja necessário um número maior de sedes, com a realização de 80 partidas em apenas um mês.

Do lado do Marrocos, as queixas apontam para a preferência de Infantino pela candidatura americana. A suspeita é de que o dirigente, ao levar o torneio aos EUA, queira agradar as autoridades americanas, que continuam investigando a entidade.

A mensagem de Trump ocorreu horas depois de o presidente da França, Emmanuel Macron, deixar Washington. A França já indicou que apoiará a candidatura do Marrocos.



;Seria uma pena se países que sempre apoiamos fizessem agora lobby contra os EUA. Por qual motivo deveríamos apoiar esses países quando eles não nos apoiam?;

Donald Trump, presidente dos EUA






Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação