Descoberto ultrapassa 90% da capacidade

Descoberto ultrapassa 90% da capacidade

postado em 28/04/2018 00:00
 (foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)

A Barragem do Descoberto atingiu o maior nível em quase dois anos. Segundo a medição diária da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa), a marcação foi de 90,1%. O reservatório é a principal fonte de abastecimento do Distrito Federal ; atende 65% da população, cerca de 1,8 milhão de pessoas. Percentual semelhante havia sido registrado pela última vez em 28 de maio de 2016. Na mesma semana do ano passado, o nível da barragem era de 56,1%. Com menos de sete meses, em 7 de novembro do mesmo ano, o reservatório chegou a 5,3%, o pior índice da história.

Na Barragem de Santa Maria, o volume ainda não aumentou significativamente em relação ao ano passado. Atualmente, a medição é de 55,6% ; melhor índice desde agosto de 2016. Cerca de um ano atrás, o índice era de 53,8%. Por conta da escassez hídrica, o DF enfrenta racionamento há um ano e três meses. A possibilidade de fim do corte programado vem com as obras de Corumbá IV, que fornecerá o recurso à capital federal e a cidades do Entorno.

Segundo o presidente da Caesb, Maurício Luduvice, a decisão sobre o fim do racionamento não foi tomada. ;Estamos trabalhando para encerrar o racionamento ainda neste ano, mas não podemos nos basear nos otimistas nem nos pessimistas. Em novembro, a pressão era para aumentar o racionamento para dois dias, o que não fizemos;, salientou Luduvice, em entrevista ontem ao Correio. A cautela para anunciar a suspensão da medida se deve à chegada do período de seca, em junho. De acordo com informações do Instituto Nacional de Meteorologia, as chuvas se tornarão mais escassas já na segunda semana de maio.




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação