Tantas palavras

Tantas palavras

Por José Carlos Vieira Esta seção circula de terça a sábado/ cartas: SIG, Quadra 2, Lote 340 / CEP 70.610-901
postado em 28/04/2018 00:00
A descoberta do outro

O outro me define

Me demarca e justifica

Me desafia e me encara

Permite minha existência


O outro se espelha

Em minha figura aflita

Quando me olha e me fita

Na solidão do meu eu


Por ele faço o que faço

Penso o que penso por ele

Por ele invento a linguagem

Por ele não fico mudo


O outro permite a troca

De experiência e conceito

Em verso, poesia ou prosa

Na invenção da cultura


É que também sou o outro

Um outro de outro eu

Ao existir nada é solto

O social nos prendeu

Climério Ferreira

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação