A confiança em Tite que extrapola as quatro linhas

A confiança em Tite que extrapola as quatro linhas

Como os mantras dos filmes publicitários estrelados pelo personagem Tite pressionam o técnico no dia mais importante da carreira: o anúncio dos 23 convocados

» Marcos Paulo Lima
postado em 14/05/2018 00:00
 (foto: Vanderlei Almeida/AFP -20/6/16)
(foto: Vanderlei Almeida/AFP -20/6/16)










A credibilidade de Adenor Leonardo Bachi transformou o técnico da Seleção Brasileira em um dos personagens mais requisitados pelo mercado publicitário. Ele começou a aparecer discretamente na tevê, estrelando um filme para a Faculdade Uninassau, e virou protagonista de anúncios do Itaú e do Grupo Cimed ; marcas parceiras da CBF ;, e da Samsumg, que deixou a entidade em 2015. Vendedor de sonhos, Tite é um case de marketing pessoal. Em 22 meses de trabalho, fez um país traumatizado acreditar que é possível ir do caos provocado pelos 7 x 1, em 8 de julho de 2014, ao hexa, em 15 de julho, no Estádio Luzhniki, em Moscou.

Para provar que a campanha de apenas uma derrota em 19 jogos no cargo não é propaganda enganosa, Tite precisa convencer os consumidores da Seleção de que os textos dos filmes publicitários não são meras fábricas de ilusões. Como garoto-propaganda da Uninassau, o técnico sai do vestiário afirmando, com entonação pastoral: ;Uma carreira vitoriosa não se constrói da noite para o dia. Tem que ser bom em decisões, escolher a melhor formação;. Em quase dois anos de trabalho, Tite convocou 63 jogadores. Hoje, às 14h, na sede da CBF, no Rio, só poderá anunciar 23 colaboradores para o início dos treinos no próximo dia 21, na Granja Comary, em Teresópolis.

Um deles está descartado. Cotado para ser o capitão da Seleção na Rússia, Daniel Alves é ausência certa depois de romper o ligamento do joelho. A lateral direita é a maior incógnita da convocação. Fágner, Rafinha e Danilo são os favoritos a duas vagas. Marcos Rocha e Mariano também foram testados, mas, a essa altura, não passam de zebras, assim como Fabinho, do Monaco, que sequer foi lembrado pelo comandante verde-amarelo desde que assumiu ; além de, agora, atuar como volante no clube do principado.

No comercial para a Samsumg, Tite critica a imagem de uma tevê concorrente ao afirmar: ;Essa aí tem pixel branco, não tem qualidade de imagem;. O técnico precisará de óculos 4D para apontar os sucessores de Daniel Alves. E aí vale lembrar um outro texto publicitário gravado com convicção pelo ator Tite. ;A verdade é uma só: ou é ou não é. Ou tem compromisso com o desempenho para a vitória, ou esquece o jogo. Ou inspira confiança, ou inspira dúvida.; Na hora de ;comprar; os dois nomes, ele não pode pensar diferente.

Unanimidade

No filme Preleção, para o Itaú, Tite afirma que ;todas as críticas que forem feitas são justas;. Na prática, dificilmente alcançará unanimidade hoje. Cássio, Neto ou Marcelo Grohe como terceiro goleiro? Quem merece a última vaga de zagueiro: Pedro Geromel, Rodrigo Caio ou, sei lá, Jemerson? Felipe Luís ou Alex Sandro para reserva de Marcelo? Você aceitará, por exemplo, Luan fora da lista? E o menino Arthur merece assistir ao Mundial pela tevê?

O certo é que, após a divulgação dos 23 escolhidos, Tite vai falar muito: ;Nós trabalhamos muito para chegar a esse estágio;, ;os medos nós temos em comum;, ;nós nos fortalecemos para a responsabilidade;, ;resultado eu não tenho condição de assegurar, mas desempenho e trabalho para isso, sim, agora nós vamos lá para ver quem é o melhor;. O discurso, em todo esse tempo, é coerente.

Quem sabe, Tite subirá o tom, em cadeia nacional, como se fosse o salvador da pátria, para bradar: ;Brasil, acreditem em mim, vai lutar, vai retomar, vai recuperar;. Pode obrigá-lo a dizer depois da Copa: ;Eu confesso, às vezes, eu duvidava;. Ou forçá-lo a ir até a rede de farmácias Cimed mais próxima da sua casa, anunciada por ele como ;a Seleção de todos os brasileiros; no filme #somostodostite, para comprar remédio contra raiva, cabeça inchada, desilusão.

Grana extra
Com base em critérios como credibilidade, imagem positiva e clima de Copa, estima-se que cada campanha publicitária rende até R$ 2 milhões a Tite. Para se ter uma ideia, o cachê de Neymar é cotado em R$ 5 milhões.

Restrições
Tite não aceita fazer propaganda de bebida alcoólica. O funcionário padrão cumpre expediente de segunda a sexta, das 9h às 17h, e só aceita gravar os filmes publicitários nos fins de semana.

Menos pirotecnia
Quatro anos depois de promover a convocação de Luiz Felipe Scolari na casa de show de um dos patrocinadores, a Vivo Rio, com capacidade para 5 mil pessoas, no aterro do Flamengo, ao lado do Museu de Arte Moderna e do Aeroporto Santos Dumont, a CBF preferiu jogar em casa desta vez. A lista será anunciada na própria sede da entidade, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Embora o auditório seja bem menor em relação ao de 2014, a CBF montou megaestrutura para o anúncio da lista.

CALENDÁRIO DA SELEÇÃO
; Hoje - Convocação, às 14h, no Rio

; 21/5 - Apresentação na Granja Comary, em Teresópolis (RJ)

; 27/5 - Embarque para fase de treinos em Londres

; 3/6 - Amistoso contra a Croácia, em Liverpool

; 10/6 - Amistosos contra a Áustria, em Viena

; 11/6 - Início dos treinos em Sochi, na Rússia

; 17/6 - Estreia na Copa contra a Suíça, em Rostov-on-Don

; 22/6 - Segundo jogo na Copa, contra a Costa Rica, em São Petersburgo

; 27/6 - Terceiro jogo na Copa, contra Sérvia, em Moscou


ROLETA RUSSA
Confira todos os jogadores chamados na era Tite. Entre parênteses, o número de convocações

Goleiros
Alisson (8), Ederson (6), Weverton (6), Cássio (3), Alex Muralha (3), Diego Alves (1), Marcelo Grohe (1), Danilo Fernandes (1) e Neto (1)


Laterais direitos
Daniel Alves (8), Fágner (7), Danilo (3), Rafinha (2), Marcos Rocha (1) e Mariano (1)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação