Atentados a igrejas matam 13 pessoas

Atentados a igrejas matam 13 pessoas

postado em 14/05/2018 00:00
Uma série de atentados cometidos por seis pessoas de uma mesma família e reivindicados pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI) deixou pelo menos 13 mortos e 41 feridos na Indonésia. Os ataques tiveram como alvo três igrejas cristãs de Surabaya, no leste da ilha de Java, e aconteceram com um intervalo de 10 minutos. A intolerância religiosa aumentou nos últimos anos no país, onde quase 90% dos 260 milhões de habitantes são de confissão muçulmana, e os restantes estão divididos entre cristãos, hindus e budistas.

De acordo com a imprensa local, uma família de pai, mãe, dois adolescentes de 16 e 18 anos e duas meninas, de 9 e 12, ligada ao movimento radical Yamaah Ansharut Daulah está por trás dos atentados. A mãe, identificada como Puji Kuswati, e as meninas vestiam niqabs e carregavam bombas ao redor da cintura, quando entraram na Igreja Cristã Diponegoro para detonarem a carga. A família teria feito treinamento terrorista na Síria. Os ataques foram lançados dias antes do início do Ramadã, o mês sagrado do Islã.

A polícia informou ter desarmado duas bombas que não detonaram na igreja petencostal Pusat, no centro da cidade. Já no templo católico de Santa Maria, as explosões destruíram o local. ;Eu estava aterrorizado. Muita gente gritava;, contou à agência France Presse, em meio aos escombros, um jovem de 23 anos que presenciou o ataque.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação