Unhas fortalecidas!

Unhas fortalecidas!

Hidratar, lixar, cuidar. Saiba como fazer das mãos um lindo e saudável cartão de visitas

Por Ailim Cabral
postado em 27/05/2018 00:00
Muitas são as pessoas que só se lembram das unhas no momento em que quebram ou na hora de escolher a cor do esmalte. No entanto, a atenção e o cuidado com elas são fundamentais para a higiene e a saúde de uma forma geral.

A onicologia, ramo da dermatologia que estuda as unhas, tem crescido. E temas como a limpeza adequada, o corte correto e a remoção das cutículas se tornam frequentes, bem como as doenças que podem acometer o organismo a partir das unhas. Entre os principais problemas, os especialistas destacam as unhas encravadas, as onicomicoses e as unhas fracas.

As unhas encravadas acometem boa parte da população. Algumas pessoas têm predisposição devido ao formato excessivamente curvado da unha e precisam tomar mais cuidado com o corte. Outras desenvolvem o problema após repetidos cortes inadequados. Robertha Nakamura, assessora do Departamento de Cabelos e Unhas da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), ensina que o corte deve ser sempre reto e mantendo as duas pontas visíveis.

As onicomicoses são as micoses das unhas. Andreia Leverone, médica dermatologista da SBD, afirma que pacientes imunodeprimidos e com diabetes e pessoas que passam muito tempo com calçados fechados são mais propensos a desenvolvê-las. Quem tem o hábito de usar lava-pés de piscinas ou fica descalço em áreas úmidas também precisa ficar atento.

O tratamento deve ser feito com médicos dermatologistas e inclui o uso de remédios orais e tópicos. Na prevenção, é indicado o uso de produtos que removam a umidade e limpe as unhas, seguida de secagem cuidadosa.

Não compartilhar itens como cortadores, alicates e esmaltes também é importante, não só na prevenção das doenças das unhas, mas também de outras patologias que podem ser transmitidas por pequenas feridas, alerta Luzia Costa, esteticista e fundadora do centro estético Beryllos.

Já as unhas fracas podem ter diversas causas. As mulheres costumam ser as maiores vítimas devido às alterações hormonais causadas pela menopausa, além do uso excessivo de esmaltes e acetona. Pessoas que lavam muita louça e roupa também estão mais expostas ao enfraquecimento das unhas. Além do ressecamento causado pelos produtos químicos, a água em excesso é prejudicial.

As unhas fracas e quebradiças também podem ser reflexo de anemias e da ausência de nutrientes no organismo, como ferro, ácido fólico e vitaminas D e B12. Por isso, ao notar diferenças na saúde delas, é importante buscar um especialista.

Com cutículas

A retirada das cutículas, hábito comum entre as brasileiras e procedimento realizado em basicamente todos os salões de beleza, é desaconselhado por dermatologistas e por alguns esteticistas. Eles alertam para os problemas de saúde que a remoção excessiva das peles protetoras pode ocasionar.

Robertha Nakamura explica que a cutícula tem a função de selar o espaço entre a dobra proximal, extremidade do dedo que se liga à unha, e a placa unhal, evitando a entrada de umidade e microrganismos nocivos, como fungos e bactérias.

Além de deixar a região mais vulnerável ao aparecimento de doenças oportunistas, podem ocorrer inflamações chamadas paroníquias. As peles ficam mais grossas e inchadas, apertando a matriz da unha e afetando o crescimento. As unhas podem ter alterações na cor, além de apresentar fendas e sulcos.

Como alternativa, para quem se incomoda com o excesso das peles, Robertha sugere o uso de produtos que diminuem o volume de pele formada na região, evitando assim a retirada.

Luzia também desaconselha a remoção completa das cutículas. ;Ao remover totalmente a cutícula, estamos rompendo a proteção. Além disso, o alicate pode cortar a pele e causar outras feridas;, acrescenta. A esteticista é adepta da ponta desbastadora, usada para o afinamento e o polimento da cutícula. A técnica mantém a camada protetora, mas a deixa quase imperceptível e com aspecto saudável.


Creme de amêndoas para as mãos, da The Body Shop (R$ 29)

Cobertura Verniz Alto Brilho, da Eudora (R$ 18,99)

Cera Nutritiva Unhas e Cutículas, da Granado (R$ 28,50)


Creme de mãos, de O Boticário (R$ 33,90)

Hidratante Todo Dia para mãos e áreas ressecadas cereja e avelã, da Natura (R$ 21,30)

Hidratante multifuncional, da Simple Organic (R$ 75)


Creme para Cutículas, da Granado (R$ 21)

Base Fortificante 3 em 1, da Eudora (R$18,99)

Óleo de Secagem Instantânea, da Eudora (R$18,99)

Caneta Hidratante de Cutículas, Care Pen Tea Tree Exclusive Line, da LCN (R$ 55)

Base para unhas quebradiças, Spa Base Coat Weak Nails (R$ 61,60)


Base SOS 7 em 1, da Granado (R$ 29,50)

Sempre saudáveis
  • Evite a remoção excessiva das cutículas.
  • Não deixe esmaltes velhos por muito tempo, eles desidratam as unhas. Remova pelo menos três dias antes de pintar novamente.
  • Lixe as unhas semanalmente.
  • Hidrate-as com cremes, séruns e bases fortalecedoras.
  • Quem usa sapatos fechados diariamente precisa separar um tempo para deixar que as unhas do pé ;respirem;.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação