Quem é que está na liderança?

Quem é que está na liderança?

Flamengo derrota o Bahia e recupera a ponta da competição, tomada pelo São Paulo por apenas algumas horas

postado em 01/06/2018 00:00
 (foto: Gilvan de Souza/Flamengo
)
(foto: Gilvan de Souza/Flamengo )



Com 55.382 presentes no Maracanã (50.141 pagantes), o Flamengo só precisou do primeiro tempo para despachar o Bahia. A vitória por 2 x 0 foi garantida com gols de Diego e Lucas Paquetá. Com o resultado, o rubro-negro garantiu a liderança do Campeonato Brasileiro, com 17 pontos, após oito rodadas disputadas.

O Flamengo abriu o placar aos 41 minutos de partida. Diego tabelou com Renê e recebeu o passe quase em cima de Anderson, que pareceu desistir da jogada. O meia aplicou um drible e empurrou para o gol vazio. O segundo aconteceu pouco depois, aos 45, quando o lateral-esquerdo deu outra assistência, desta vez em enfiada de bola para Paquetá. O meia deu uma cavadinha pelo lado esquerdo da grande área e encobriu o goleiro.

Autor das duas assistências, Renê festeja o bom momento na temporada. ;No ano passado, quando fiquei um período sem jogar, procurei trabalhar e ver o que estava errando. Os meus companheiros me ajudaram muito, me deram conselhos e pude voltar a atuar;, contou. ;O professor Barbieri (Maurício Barbieri, treinador da equipe) tem me dado muita confiança e ajudado neste momento.;

Renê também destacou a melhora na parte ofensiva neste ano. O lateral lembrou que seu crescimento se deve à organização da equipe em campo. ;Ainda bem que pude ajudar meus companheiros. É sempre difícil conciliar a parte defensiva com a ofensiva.;

Perguntado sobre o desempenho de Renê, Barbieri comemorou a evolução do jogador. ;Ele vem tendo um desempenho regular e oscila muito pouco. Está crescendo na questão ofensiva, que era um ponto criticado antes, e fico muito feliz;, ressaltou.

;Eu não desisti;
Do lado do Bahia, o goleiro Anderson se defendeu do gol de Diego. ;Eu não desisti. O Renê chutou, e o Diego tropeçou na bola. Não sei o que ele fez. Ele fez que ia chutar, eu fui, e ele continuou;, afirmou.

O meia Zé Rafael, por sua vez, resumiu o sentimento de frustração do tricolor. ;Nós pagamos pelo nosso primeiro tempo. Faltando cinco minutos para acabar a etapa, tomamos dois gols. No segundo tempo, a gente teve mais volume de jogo, mais chances, mas eles estavam com o resultado seguro e souberam jogar;, comentou.





Vasco reintegra indisciplinados
Afastados por indisciplina, o goleiro Gabriel Félix, o zagueiro Paulão e os volantes Wellington e Evander foram reintegrados ao Vasco. O que é um alento para o técnico Zé Ricardo. Apesar da vitória de 1 x 0 sobre o Paraná, que tranquilizou o ambiente no clube, o comandante viu a lista de desfalques ganhar mais um nome. O zagueiro Werley sofreu uma fratura no braço direito e vai ficar, pelo menos, três meses afastado dos gramados. Ele se machucou no segundo tempo da partida, ao ser atingido por Neris, da equipe paranaense, que foi expulso no lance. O Vasco enfrenta o Botafogo amanhã, em São Januário.






Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação