Curtas 20

Curtas 20

postado em 01/06/2018 00:00
 (foto: Reprodução/DER - DF)
(foto: Reprodução/DER - DF)

Trevo de Triagem Norte
Obra bloqueia acesso

A partir das 8h de hoje até os próximos 30 dias, a via de acesso ao eixinho L Norte (foto), sentido Rodoviária, para quem vem da L4 Norte, estará bloqueada. O fluxo será desviado para o Eixão Norte. A interrupção é devido às obras do Trevo de Triagem Norte, informa Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF). Para acessar o eixinho Norte, o condutor poderá seguir pela L2 Norte e utilizar as ruas na altura da SQN 413 como rota.


Sequestro relâmpago
Preso um dos suspeitos

Está preso um dos suspeitos de sequestrar uma enfermeira de 32 anos, quando ela saia do Hospital da Criança, na Asa Norte, na madrugada de quarta-feira. A prisão, feita por policiais militares, ocorreu após os ocupantes de um Fox branco (foto) desobedecerem a ordem de parada em uma blitz, também na Asa Norte, na madrugada de ontem. A vítima o teria reconhecido, preliminarmente, por meio de foto. Assim que o grupo fugiu da blitz, os PMs iniciaram a perseguição e constataram que o veículo era roubado. Na Avenida das Nações, altura da Vila Planalto, o condutor perdeu o controle e capotou. Dentro do carro, os militares encontraram um celular roubado, uma arma de brinquedo e um facão. Um dos ocupantes do veículo tinha mandado de prisão em aberto, segundo a Polícia Militar. E um dos passageiros teria sido reconhecido como autor do crime pela enfermeira. Ao todo, três pessoas foram levadas para a 5; Delegacia de Polícia (Área Central), onde foram autuadas em flagrante. Na quarta-feira, a vítima do sequestro saltou do carro em movimento depois que os bandidos disseram que ficariam com ela até de manhã para sacar mais dinheiro, uma vez que só haviam conseguido pegar R$ 250.


Decisão inédita
Justiça obriga cirurgia

Decisão do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDF), concedida em caráter de urgência na terça-feira, vai possibilitar que uma grávida passe por cirurgia fetal para reverter uma má-formação na coluna vertebral do bebê. O procedimento havia sido negado pelo plano de saúde da mulher, alegando não estar prescrito na Agência de Saúde Suplementar (ANS). É a primeira vez que o tribunal defere uma liminar para esse tipo de cirurgia no Distrito Federal. O juiz Leandro Borges de Figueiredo, da 8; Vara Cível de Brasília, justificou que: ;Havendo expressa indicação médica, é abusiva a negativa de cobertura de custeio de tratamento sob o argumento da sua natureza experimental ou por não estar previsto no rol de procedimentos da ANS;. Em caso de descumprimento, o plano de saúde deverá pagar multa de R$ 100 mil. A administradora Luciane Pinheiro, 37 anos, descobriu, por meio de uma ecografia, que a menina Maria Alice tinha uma má-formação nos ossos da coluna, podendo a criança vir a ter hidrocefalia ; acúmulo de líquido no crânio ; ou perder a capacidade de andar. Luciane descobriu que não havia cirurgiões em Brasília para fazer o procedimento. Ela viajou a São Paulo, onde consultou com um especialista e soube que precisaria fazer a cirurgia até a 26; semana de gestação, que será completada na segunda-feira. A cirurgia está marcada para este dia.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação