Luz indireta

Luz indireta

Luminárias são uma ótima opção para quem quer dar um toque pessoal à decoração sem fazer alto investimento

Por Ailim Cabral
postado em 15/07/2018 00:00
Na hora de escolher a decoração do quarto ou mesmo do escritório, é importante considerar a personalidade de quem vai ocupar aquele ambiente. Por sua vez, arquitetos e decoradores costumam recomendar uma certa parcimônia, pois, passando muito tempo no local, a pessoa pode facilmente enjoar de cores muito fortes ou móveis marcantes demais.

A dica é de que os itens marcantes sejam os menores e mais fáceis de substituir, entre eles as luminárias. O arquiteto de interiores Bruno Soares Pessoas afirma que, hoje, a decoração já não se prende ao abajur tradicional, com cúpula. Pelo contrário, as marcas têm investido na ousadia.

Bruno acrescenta que a decoração, de uma forma geral, busca valorizar o gosto e a personalidade dos clientes, mostrando que não basta que o ambiente seja bonito ; ele precisa ser confortável para quem vai habitá-lo.

O arquiteto e urbanista Clay Rodrigues, do Debaixo do Bloco Arquitetura, ensina que, apesar da irreverência que o abajur pode ter, ele precisa estar conectado com o ambiente de alguma forma. ;Ambientes mais descolados recebem bem globos iluminados, peças com traços de cultura pop, por exemplo. Os mais formais pedem peças refinadas, que, mesmo diferentes, tenham um pouco mais de sofisticação, com linhas retas;, sugere.

O profissional ressalta que a luminária costuma ser escolhida na reta final do projeto, mas tem papel fundamental na decoração. ;A dica principal é lembrar que ela não vai servir apenas para gerar luz, é como se fosse a joia do espaço, o toque final, que faz toda a diferença;, completa.

A escolha certa

Clay Rodrigues explica que a luminária é um acessório que tem o papel de compor o ambiente e, ao mesmo tempo, trazer uma iluminação de apoio, seja para leitura, seja para criar climas mais aconchegantes. ;Algumas vezes, a iluminação é muito fraca, sendo secundária em um abajur que funciona mais como peça decorativa, como os de neon.;

Já Bruno Soares Pessoa acrescenta que é necessário considerar a função da luminária na hora de escolher o modelo. ;Existem diversos tipos de iluminação: a difusa, a cenográfica, a intimista. Essa é a primeira pergunta a ser respondida na hora de comprar um abajur.;

Na mesa de trabalho, por exemplo, a cúpula precisa permitir uma passagem mais intensa de luz e as lâmpadas devem ser mais fortes. Para enfeitar e dar um ar mais romântico ou intimista, pisca-piscas são boas opções, assim como os abajures em 3D, que deixam a iluminação mais suave. Já os de neon são mais descolados e contemporâneos.


Luminária Light Box, da Mobly (R$ 65,80)

Abajur Block Wood, da Mobly (R$ 89,90)

Abajur Octa Wood, da Mobly (R$ 69,90)

Luminária de Piso Cactus ; Verde, da Oppa (R$ 809,91)

Luminária Gatinho, da Imaginarium (R$ 129,90)


Luminária Muito Amor, da Imaginarium (R$ 199,90)

Luminária Sineta 3m ; Cobre, da Oppa (R$ 179,91)

Luminária Lua, da Elo7 (R$ 210)

Luminária LED Nuvem, da Elo7 (R$ 60)

Luminária de Mesa Cristal, Base Hexagonal, Corten, da Oppa (R$ 719,10)


Luminária Cachorro, da Imaginarium (R$ 229,90)

Folded Up, luminária de mesa com cúpula de luz CR, da Tok (R$ 302,80)

Luminária Duchinha, da Luxion, por Rodrigo Khuri (R$ 1.150)

Carry On, luminária de mesa ou parede, da Tok (R$ 199,90)

Pipe, luminária de mesa, da Tok (R$ 175,90)


Luminária Árvore da Vida, abajur 3C com LED Branco, da Elo7 (R$ 65)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação