Os Oitenteens

Os Oitenteens

Por Maria Paula
postado em 15/07/2018 00:00

Todas as manhãs, ao levar meus filhos para a escola, cruzo com um animado grupo que faz junto a caminhada matinal. Meu pai e os amigos dele não se deixam inibir pelo friozinho de inverno, por uma ou outra dorzinha nas costas ou qualquer outro desafio do dia. Carinhosamente, eu os batizei de os oitenteens! São todos de famílias pioneiras, que dedicaram a vida a esta cidade e, durante o percurso, construíram amizades muito duradouras e profundas!

Eles têm encontro marcado também à tarde para tomar café e jogar conversa fora. E o point fica no Gilberto Salomão. Todos os dias estão juntos. Se algum deles deixa de comparecer, eles ligam correndo para saber o que aconteceu!

De vez em quando, um é internado, dando um susto danado nos demais, afinal, apesar da juventude que exala do espírito teen dessa turma, sabemos que depois dos 80 todo cuidado é pouco... E eles cuidam mesmo uns dos outros.

Fico emocionada em observar de longe a segurança emocional proporcionada por essas relações de intimidade. E em minhas leituras recentes sobre longevidade, descobri que não é apenas subjetiva a ajuda que a amizade deles oferece. Muitos médicos, sites de saúde e pesquisas acadêmicas preconizam as atitudes capazes de prolongar a vida saudável. E, no topo da lista de prioridades, estão alguns dos hábitos seguidos por esses amigos.

Exercício físico moderado e constante. A caminhada diária que o grupo faz pela manhã ajuda na circulação sanguínea, libera os hormônios benéficos, como endorfina e serotonina, e cria tônus muscular, entre tantos outros ganhos físicos, mentais e emocionais.

Vida social ativa. O cultivo das amizades parece ter um efeito extremamente positivo no organismo dos seres humanos, principalmente nesta fase da vida em que a maioria das obrigações já foram cumpridas e não se faz mais necessário frequentar os lugares óbvios onde a socialização acontece naturalmente, como escolas, trabalho, etc. Os estudos revelam que quanto mais isolados, maiores as chances de as doenças se instalarem.

Alimentação saudável. Até nisso eles se influenciam mutuamente. Quando um deles começa a ganhar peso, os outros começam uma vigilância atenta, inclusive procurando os filhos e parentes mais próximos para alertar que fulano precisa parar de comer tantos doces, fazer dieta, perder barriga. Enfim, na base da gozação, eles se ajudam mutuamente a controlar os perigos do sobrepeso e fazer as pazes com a balança.

Eles comemoram juntos natais, réveillons, enfim, as datas festivas de todo o calendário, desde aniversários, bodas, nascimentos dos netos e bisnetos, até conquistas. como um título acadêmico, e por aí vai... E quando, por algum motivo específico, as dificuldades aparecem na vida de algum deles, o grupo todo oferece o apoio que for necessário.

Certamente, o amigo leitor tem conhecimento de algum grupo parecido com o que descrevi, seja ele de que idade for. Que tal aproveitar a ocasião para expressar os sentimentos de gratidão pela ajuda carinhosa oferecida pelos laços de amizade?

E, se por acaso, perceber que anda meio solitário, lembre-se que sempre é tempo de criar redes e que o convívio despertado por um interesse qualquer pode ajudar muito. Se seu gosto são as atividades ao ar livre, frequente os clubes e parques da cidade; se for a leitura, faça grupos de discussão literária; se gosta de jogar cartas, xadrez, procure os clubes do gênero; ou se gostar de praticar artes marciais, vá até a Praça da Harmonia Universal, na SQN 105/105.

Encontre sua turma e cultive relações amigáveis.

Eis o segredo da longevidade e da alegria!

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação