Um sonho de casamento

Um sonho de casamento

Maior evento da América Latina ligado a cerimônias matrimoniais, o Casa Decor será realizado, hoje e amanhã, no Ascade Beira Lago. Setor movimenta por ano R$ 1,3 bilhão só no Centro-Oeste

SARAH PAES* WALDER GALVÃO Especial para o Correio
postado em 04/08/2018 00:00
 (foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press
)
(foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press )
Existe um segmento da economia que consegue passar por crises sem muita turbulência. É o setor que cuida de casamentos. Isso mesmo, aquela data marcante na vida dos casais. No Distrito Federal, o número de matrimônios cresce a cada ano e movimenta um mercado diversificado. Quem decide fazer uma festa de casamento precisa se planejar bem antes de subir no altar. Bufês, aluguel de espaços, vestimentas, lua de mel, entre outros serviços importantes para o evento dos sonhos. No ano passado, foram gastos R$ 1,3 bilhão na região Centro-Oeste, entre festas e cerimoniais, segundo pesquisa encomendada pela Associação Brasileira de Eventos (Abrafesta).

Em 2016, os cartórios de Brasília contabilizaram 20.457 registros civis, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O número cresceu mais de 2% em comparação ao mesmo período de 2015, quando ocorreram 19.899 matrimônios. No Brasil, foram mais de um milhão de casamentos realizados nesse período. Isso simboliza um incremento de mais de R$ 17,2 bilhões na economia nacional. São números surpreendentes. Um estudo realizado pelo instituto Data Popular, publicado em 2012, mostra que, no DF, o gasto dos casais nas festas são 174% maiores que a média nacional.

Mesmo com o aumento no número de casamentos, o presidente da Abrafesta, Ricardo Dias, ressalta que o mercado sofreu baques este ano. ;Tivemos a greve dos caminhoneiros, que impactou muito na distribuição do material para os serviços. Além disso, houve a Copa do Mundo, que também atrapalhou o mercado e no fim do ano temos as eleições;, afirma. Ricardo destaca que até abril a economia desse tipo de evento permanecia estável, mas caiu ao longo do ano. Porém nada para desanimar quem está interessado numa festa de casamento.

A expectativa é de que o nicho comece a se aquecer a partir deste mês. ;Temos orçamento até para o próximo ano. Mas ainda há o pleito de outubro pela frente;, pondera. Por isso a disputa por clientes faz os preços ficarem mais atrativos. ;Existe muita concorrência e a guerra de preços é acirrada;, destaca Dias.

Orçamento

Para Cadu Fonseca, estilista e proprietário da loja de vestidos de noivas Cadu Fonseca e Debora Moraes Ateliê, o desejo das pessoas de casar tem aumentado e, na área de vestidos, em que trabalha há mais de cinco anos, não viu sinal de retração. ;O que geralmente muda em momentos de crise é o estilo do casamento, os noivos têm buscado fazer casamentos mais intimistas, com menos convidados. O que também oferecemos aqui no ateliê é adequar o orçamento da noiva ao vestido, elas têm a opção de alugar ou de fazer o vestido por encomenda, além de oferecer um contrato mais pessoal, pois trabalhamos com o sonho de famílias inteiras;, observa o estilista.

Uma dica para os casais apaixonados, segundo Ricardo, é procurar um profissional da área de organização de eventos. ;Casamento é um negócio muito complexo. São vários fatores que precisam ser avaliados;, destaca. Outra sugestão é ficar atento quanto às fichas técnicas das empresas, para não cair em nenhum golpe ou ter que lidar com um mau serviço.

A servidora pública Natália Porto Resende, 27 anos, planeja se casar em maio do próximo ano e está em busca de um vestido ideal de noiva. Ela e o noivo, o bancário Caio Martins, 30, se conheceram em um cursinho preparatório para concurso, namoram há oito anos e estão noivos há cinco meses. Os dois decidiram se casar quando tivessem uma situação financeira estável. ;Como hoje em dia fazer um casamento está muito caro e exige muita dedicação, resolvemos fazer com o que temos, gastar mais na lua de mel e na casa. Não queremos começar nossa família endividados. Os amigos e a família estão ajudando, mas eles ainda estão reclamando, pois queriam festão;, comenta a noiva. O casal decidiu fazer o casamento civil no cartório e em seguida oferecer jantar em um restaurante da cidade. ;Estamos pretendendo gastar o menos possível, no máximo R$ 10 mil. Convidaremos mais ou menos 60 pessoas;, afirma Natália.

Investimento local

Pessoas como Natália e o noivo terão opções hoje e amanhã de conhecer novidades para o matrimônio. Maior evento ao ar livre voltado para festas de casamento da América Latina, o Casa Decor será realizado no Ascade Beira Lago. Esta é a oitava edição e contará com 87 expositores, numa área de 10 mil metros quadrados, com serviços essenciais para quem está planejamento se casar. A previsão de público é de 5 mil pessoas. Quem comparecer ao local, poderá contar com simulações de comemorações de matrimônio, venda de doces, locação de espaços, entre outros.

A organizadora do Casa Decor, Anna Barra, ressalta que o encontro funcionará como se fosse um site de busca setorizado. ;As pessoas poderão se cadastrar no nosso site e ganhar tíquetes com descontos, brindes e bônus. Cada serviço ficará separado de acordo com o próprio segmento;, ressalta.

De acordo com Anna, o mercado de casamentos na capital é rentável. Ela trabalha há oito anos no ramo e afirma que a tendência desse nicho é crescer. ;Casamento sempre vai existir, sempre há demanda;, completa. Anna, que organiza o evento com a produtora Diana Gomes, explica que, com o passar do tempo, os matrimônios luxuosos perderam espaço. ;As pessoas passaram a escolher um número menor de pessoas para as cerimônias, reduzindo o valor total;, diz.

A organizadora ressalta que cada casal deve ficar atento ao próprio orçamento e investir de acordo com o próprio gosto. Segundo Ana, a média de gasto em Brasília é de até R$ 100 mil. ;Sempre é bom ter um assessor cerimonial, que pode indicar as melhores escolhas. Mas tudo é muito relativo e varia de acordo com cada casal;, admite.

* Estagiária sob supervisão de José Carlos Vieira

87
Número de expositores no Casa Decor

Cursos
Os visitantes poderão participar de cursos como: mesa posta, risoto, ceviche, arranjos florais e outros. Também estão previstos sorteios durante os dois dias do evento.

Serviço

Participe do Casa Decor:
Local: Ascade Beira Lago ; SCES, trecho 2, conjunto 10, lote 18
Data: Hoje e amanhã
Horário: das 15h30 às 22h
Entrada: R$ 10 (meia)
Assinantes do Correio Braziliense têm entrada gratuita.
Para mais informa&

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação