Medalha reposta

Medalha reposta

postado em 04/08/2018 00:00

Três dias após ladrões teem furtado a Medalha Fields que ganhara, o matemático iraniano Caucher Birkar, 40 anos, vai receber hoje outro exemplar da láurea, o mais importante reconhecimento mundial da matemática. A primeira foi furtada dentro do Riocentro, durante a abertura do Congresso Internacional de Matemática, minutos após ser entregue a Birkar. A polícia já sabe o nome de dois suspeitos de cometer o furto, mas até a noite de ontem não havia conseguido localizá-los.

A medalha extra será entregue durante uma cerimônia no Riocentro. A peça seria exposta na sede da União Internacional de Matemática, em Berlim. A entidade é autora da premiação, que, pela primeira vez, ocorreu no Brasil. Nessa medalha não havia sido impresso o nome de ninguém, mas está sendo providenciado o registro de Birkar.

Fabricada no Canadá, em ouro 14 quilates, a peça vale R$ 15 mil e tem gravado em um dos lados o rosto de Arquimedes, matemático grego que viveu três séculos antes de Cristo. Também está inscrita a frase ;Transire suum pectus mundoque potiri; (;Superar os limites da inteligência e conquistar o universo;, em latim). Do outro lado está registrado ;Congregati ex toto orbe mathematici ob scripta insignia tribuere; (;Reunidos, matemáticos de todo o mundo a concedem por escritos notáveis;).

Feitos

A medalha é entregue, a cada quatro anos, a duas, três ou quatro pessoas de até 40 anos que tenham realizado feitos extraordinários no campo da matemática. A premiação foi criada em 1936 e, até hoje, foi recebida só por 60 pessoas, entre elas um brasileiro ; o carioca Artur Avila Cordeiro de Melo, na edição anterior do congresso, na Coreia do Sul, em 2014.

Neste ano, além do iraniano, houve outros três laureados: o indiano Akshay Venkatesh, 36, o italiano Alessio Figalli, 34, e o alemão Peter Scholze, 30. Além da medalha, cada um recebeu 15 mil dólares canadenses (cerca de R$ 43 mil).

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação