Sinta-se em casa

Sinta-se em casa

O clima tranquilo e as atividades ao ar livre atraem muitos americanos, que fixam residência na cidade. Aos poucos, os turistas estão descobrindo os encantos do jeitão interiorano da vizinha de Miami

» João Vítor Marques Especial para o Correio
postado em 08/08/2018 00:00
 (foto: Wikimedia Commons/Divulgação)
(foto: Wikimedia Commons/Divulgação)


Durante anos, viajar ao Sul dos Estados Unidos significava, necessariamente, torrar dinheiro nos shoppings. O cenário tem mudado, muito em função da alta do dólar, que superou, recentemente, índices recordes dos últimos meses. Mesmo assim, os brasileiros estão entre os turistas que mais gastam em visitas às lojas do país.

O famoso Sawgrass Mills, a 40 minutos de carro do centro de Fort Lauderdale, é um dos favoritos de quem deixa o Brasil rumo às compras nos Estados Unidos. São mais de 350 lojas, como Nike, Ralph Lauren, Gap, Bed Bath & Beyond, Target e Marshalls, além das tendas de eletrônicos. O melhor é pesquisar com antecedência os preços, fazer a conversão para o real e ter certeza de que vale a pena.

De volta ao Centro de Fort Lauderdale, é possível passar horas em Las Olas Boulevard. De ponta a ponta, são quase quatro quilômetros de lojas, restaurantes, bares, cafés, museus, hotéis e, é claro, canais aquáticos. No fim da avenida, o mar.


Apesar da diversidade de opções, a região tem a cara de cidade de interior, com quase 180 mil habitantes. A avenida ; nem tão larga, nem tão estreita ; bom para caminhar pela manhã e, principalmente, almoçar ou jantar. Além da culinária local, é possível experimentar pratos típicos de outros lugares do mundo.

Comandado pelo chef brasileiro Bernardo Carvalho, o restaurante El Camino serve deliciosos tacos, burritos, quesadillas e fajitas, além de drinques mexicanos tradicionais. O italiano Louie Bossi;s mescla boa comida com ambiente agradável. O ponto alto da visita, especialmente na hora do almoço, é a parte externa, rodeada de árvores.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação