Corinthians vence, mas está fora

Corinthians vence, mas está fora

postado em 30/08/2018 00:00
 (foto: Nelson Almeida/AFP)
(foto: Nelson Almeida/AFP)




O Corinthians fez uma boa partida ontem, superior ao Colo-Colo em praticamente toda o embate. Um raro momento de desatenção da zaga, no entanto, fez com que Barrios marcasse o gol que deu a classificação aos chilenos para as quartas de final da Copa Libertadores. Nem mesmo os gols de Jadson, de pênalti, e Roger, construindo o placar de 2 x 1, foram o bastante, pois o duelo anterior, em Santiago, terminou 1 x 0 para o adversário.

O alvinegro, que sofreu ainda com a arbitragem ruim de Nestor Pitana e a infantilidade de Danilo Avelar, expulso nos acréscimos, com rigor não apresentado para os adversários, agora foca as atenções para o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil, na qual está na semifinal.

O Corinthians apresentou talvez o melhor primeiro tempo sob o comando do técnico Osmar Loss. Intenso e disputando bastante a bola, sem exagerar nas chegadas ou cair na pilha do Colo-Colo, o time da casa não demorou a empurrar o time chileno ao campo de defesa. Douglas colocou a bola na segunda trave e Pedrinho, na tentativa de jogar para o meio da área, pegou de primeira. A bola explodiu na mão de Baeza e o árbitro marcou pênalti, convertido por Jadson.

O Colo-Colo saiu um pouco de trás e, no primeiro chute a gol, conseguiu empatar. Valdivia, com bastante espaço, acionou Pérez, com mais liberdade ainda. O lateral cruzou bem e Barrios, entre Léo Santos e Henrique, cabeceou, mandando a bola na trave antes de entrar.

O alvinegro voltou para o segundo tempo com o mesmo ímpeto. Na sequência, porém, deu uma diminuída no ritmo e viu o Colo-Colo passar o tempo, principalmente trocando passes entre os meio-campistas, orquestrado principalmente por Valdivia. Faltou ao time chileno, no entanto, mais rapidez no ataque. A penalização foi rápida: em novo escanteio, Roger, com o pé direito, fez 2 x 1.

O Timão seguiu em cima do adversário e criou diversas chances para fazer o terceiro, apostando sempre numa boa dobradinha de Pedrinho com Fagner pelo lado direito. O bombardeio corintiano seguiu até o apito final, com muitas bolas alçadas na área e a maioria delas sendo vencidas pelo time da casa.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação