Confronto com três tons de desfalques

Confronto com três tons de desfalques

O clássico entre tricolores terá ausências que podem fazer diferença, principalmente para o São Paulo, pressionado na primeira colocação da tabela. O Fluminense, sem Pedro, precisa vencer se quiser sonhar com o título

postado em 02/09/2018 00:00
 (foto: Rubens Chiri/São Paulo FC)
(foto: Rubens Chiri/São Paulo FC)

São Paulo e Fluminense entram no gramado do Morumbi, às 16h de hoje, pela 22; rodada do Campeonato Brasileiro, com sérios desfalques. Os dois tricolores perderam peças importantes, em um momento crucial da competição, seja para a manutenção da liderança, seja para continuar sonhando com o troféu. No papel, as ausências do time paulista podem ser mais perigosas, principalmente porque Internacional e Flamengo estão na cola do primeiro colocado.

Pela primeira vez, o técnico Diego Aguirre não poderá contar simultaneamente com Nenê e Everton ; os dois estão suspensos, e o segundo ainda se recupera de lesão muscular. Desde que Everton estreou, em 22 de abril, contra o Ceará, sempre o time contou com ao menos um dos dois em campo nas 23 partidas disputadas de lá para cá. Aliás, foram raras as vezes em que a dupla não esteve junta no período. Três, para ser exato. Contra o Rosario Central, em 9 de maio, Everton ainda não estava inscrito na Copa Sul-Americana. Diante do Internacional, em 5 de junho, Nenê cumpria suspensão, situação que se inverteu no clássico com o Corinthians, em 21 de julho, quando era Everton quem pagava punição.

Mesmo nas ocasiões em que não iniciaram juntos uma partida, os dois acabaram se encontrando no decorrer dela, como ocorreu na própria estreia de Everton contra os cearenses, quando Nenê entrou apenas no segundo tempo ; fato que se repetiria na vitória diante da Chapecoense (2 x 0), em 19 de agosto. Já no triunfo sobre o Colón (1 x 0), na Argentina, pela Sul-Americana, foi Everton quem saiu do banco na etapa final para se juntar ao parceiro.

O peso das ausências é grande. Nenê é o artilheiro do São Paulo no ano, com 12 gols. Everton, o líder em assistências ; já deu seis passes precisos. Além deles, o volante Jucilei será desfalque hoje devido ao terceiro amarelo recebido na vitória sobre o Ceará (1 x 0).

Sem Pedro
No caso do Fluminense, o centroavante Pedro é desfalque nas próximas semanas. Artilheiro do Brasileirão, com 10 gols, e convocado para a Seleção Brasileira, o atacante sofreu uma lesão nos ligamentos do joelho direito. Assim, foi cortado por Tite e não está nos planos do técnico Marcelo Oliveira pelo menos até o fim de setembro. O treinador já escolheu o substituto do jovem craque: Kayke. Além dele, o tricolor carioca não terá o zagueiro Gum, machucado. Problemas para um time que ainda sonha com o título ou uma vaga na Libertadores de 2019. Mesmo que, agora, esteja com 26 pontos, em posição intermediária na tabela.

;Em um campeonato difícil como o Brasileiro, precisamos fazer o dever de casa;, prega o técnico. ;Neste momento, precisamos minimizar os erros, proteger o resultado. Trazer um ponto de São Paulo pode ser importante. A semana livre nos deu possibilidade de trabalhar muita coisa que quando não temos tempo não conseguimos fazer. Treinamos finalização, contra-ataque, movimentação. Foi uma semana muito proveitosa;, detalhou Marcelo Oliveira.

Reencontro

Há 11 jogos sem vencer e tendo o pior desempenho de um time na Série A após o recesso da Copa do Mundo, o Sport busca a reabilitação diante do Paraná, hoje, às 16h, na Ilha do Retiro. A principal ausência é o volante Deivid, suspenso. Do outro lado, Claudinei Oliveira encontrará a ex-equipe. ;Temos a nosso favor o fato de eu conhecer as características dos atletas, mas eles também sabem a minha forma de jogar;, ponderou.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação