Cinema que alegra a alma

Cinema que alegra a alma

Por Maria Paula
postado em 09/09/2018 00:00

Sou uma apaixonada pelo cinema, frequentadora assídua das salas da cidade. Acho maravilhosa a sensação de encantamento que sinto ao sair da sessão de um grande filme. Por grande filme, eu me refiro, não necessariamente, a uma superprodução, mas uma história bem contada, que me faz rir ou chorar.

Ultimamente, essa sensação tem sido uma raridade. A maioria dos filmes que vi este ano foram violentos demais, fúteis demais ou tolos demais. Um bom filme pode ser triste ou intrigante, pode ser inusitado ou hilariante, mas, independentemente do gênero, a arte feita com cuidado e imaginação me alegra a alma.

As vidas dos personagens saltam da tela e entram na minha cabeça, enfim, acho perfeitamente possível sair de um filme e tomar uma decisão importante que pode ter repercussões profundas em minha vida, estimulada pela narrativa que acabei de ver na tela.

Por essas e outras, fico extremamente animada ao se aproximar a temporada de filmes selecionados pelos curadores do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Invariavelmente, grandes obras de arte são exibidas neste que, na minha opinião, é o melhor festival de cinema do Brasil. Pois é com enorme prazer que me preparo para a maratona que se aproxima.

De 14 a 23 de Setembro, nossa cidade vai ser palco não só da programação de filmes mais variada e interessante como também de atividades formativas, como oficinas de pitching e painéis que vão discutir desde o futuro do mercado de conteúdo até os formatos e gêneros pouco explorados, nichos e audiências engajadas.

No Teatro Galpão, ocorrerão rodadas de negócios, clínicas sobre internacionalização de projetos, conversas com players e mil e um outros encontros relevantes. Uma verdadeira maratona de eventos incríveis!

A cerimônia de abertura será no Cine Brasília e exibirá o longa Domingo (RJ), de Felipe Barbosa. Por isso, amigo leitor, não perca esta chance! Programe-se, combine com os amigos e aproveite!

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação