Maior presença nas academias do país

Maior presença nas academias do país

postado em 14/09/2018 00:00
 (foto: Bodytech/Divulgação)
(foto: Bodytech/Divulgação)


Recente estudo elaborado pela Associação Brasileira de Academias (Acad Brasil), em parceria com a PUC-SP e a PUC-RJ, concluiu que o número de pessoas com mais de 60 anos que frequentam academias aumentou de 5% para 30% na última década, ajudando a aquecer um mercado que movimenta cerca de R$ 600 milhões por ano, segundo a pesquisa.

As oportunidades de negócio vão muito além de escolas e academias. Exemplo disso é o Residencial Santa Cruz, um ;asilo; de luxo inaugurado no ano passado, em São Paulo. O complexo mais parece um hotel cinco-estrelas, cercado por um grande jardim e 35 mil metros quadrados de mata atlântica nativa. Um prédio de quatro andares abriga 78 leitos, espalhados em suítes individuais, duplas e triplas. A construção também conta com salas para a realização de exercícios físicos, além de tratamentos diversos de saúde e atividades de lazer. As mensalidades vão de R$ 7,8 mil a R$ 15,6 mil.



;O conceito de qualidade de vida na idade avançada é muito mais bem difundido na Europa e nos Estados Unidos, e começa agora a receber a devida atenção no Brasil;, diz Priscila Kim, administradora do Residencial Santa Cruz. O empreendimento foi idealizado pelo Instituto das Irmãs da Santa Cruz, comandado pela missionária americana Diane Cundiff, com investimento de R$ 32 milhões. Hoje, o índice de ocupação está em 55%.

Fórum

Daqui a duas semanas, em 1; de outubro, será comemorado o Dia Internacional do Idoso. Em razão da data, o Centro de Estudos do Colégio Santa Maria, mais conhecido como Prisma, abrirá o 4; Fórum sobre Envelhecimento ; Longevidade, com uma programação variada durante toda a manhã e à tarde. Os participantes poderão, por exemplo, assistir à palestra Envelhecer de bem com a vida, com o consultor e escritor Gustavo G. Boog. O encerramento será feito com apresentação da comédia Rádio Ilusão, formada por 16 atrizes da maturidade. O espetáculo traz de volta os tempos dos programas de auditório. ;Envelhecer é uma decorrência biológica, mas envelhecer com qualidade, alegria e potência é uma conquista pessoal, uma construção feita dia a dia;, diz a coordenadora do Prisma, Suzana Torres.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação