Recompensa por expulsão de migrantes

Recompensa por expulsão de migrantes

postado em 14/09/2018 00:00
 (foto: Frederic J. Brown/AFP - 17/4/18 )
(foto: Frederic J. Brown/AFP - 17/4/18 )


Uma proposta feita pelo presidente Donald Trump ao Congresso dos Estados Unidos foi recebida com indignação pelo governo do México. O magnata planeja pagar US$ 20 milhões (cerca de R$ 84 milhões) ao país vizinho para acelerar a deportação de imigrantes ilegais e evitar que eles alcancem os EUA. Segundo a agência espanhola EFE, a verba será usada para ajudar o México na compra de passagens de ônibus e de avião para expulsar pelo menos 17 mil estrangeiros, a maior parte, proveniente da América Central.

A futura secretária de Governo do México, Olga Sánchez Cordero, descartou que o seu país faça o papel de polícia dos Estados Unidos para controlar a imigração. ;Não se colocou sobre a mesa que o México seja polícia dos EUA, isso não se pôs de maneira alguma;, comentou. ;O que Andrés Manuel (López Obrador, presidente eleito) deseja é que as pessoas emigrem para os EUA por sua vontade, não por necessidade. Agora, há uma grande necessidade de impulsionarmos o desenvolvimento;, acrescentou.

Uma porta-voz do Departamento de Segurança Doméstica (DHS, pela sigla em inglês) norte-americano confirmou o plano de Trump ao jornal The New York Times e salientou que o governo estava ;trabalhando em parceria com nossas contrapartes mexicanas para confrontar os crescentes números de apreensão na fronteira;. ;Essa assistência ao mesmo tempo ajudará o governo mexicano a abordar e potencialmente a dissuadir os fluxos de migrantes irregulares, o que auxiliará a evitar que imigrantes ilegais entrem nos Estados Unidos através da fronteira sul;, alega o órgão, por meio de um comunicado.

O DHS espera que o repasse financeiro propicie um aumento de 10% na deportação dos imigrantes. A US Border Patrol, agência de vigilância da fronteira, revelou que o número de famílias detidas ao entrarem ilegalmente nos EUA aumentou em 38% no mês passado. O NY Times também divulgou que cerca de 12,8 mil crianças filhas de imigrantes estão retidas nos Estados Unidos, um número sem precedentes.




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação