Luz subirá na segunda

Luz subirá na segunda

postado em 18/10/2018 00:00

Os consumidores podem preparar o bolso. A partir de 22 de outubro, as contas de luz ficarão mais caras. A Companhia Energética de Brasília (CEB) informou ontem que comprovou o pagamento de dívidas setoriais que a impediam de praticar o reajuste médio de 6,5% deliberado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Em nota, a companhia esclareceu que ;a CEB Distribuição já demonstrou seu adimplemento em relação às obrigações intrassetoriais, estando devidamente certificada para atender à deliberação na data estipulada;. Dessa forma, a partir da próxima segunda-feira, os consumidores com fornecimento em baixa tensão, que são residências e comércios de pequeno porte, terão reajuste de 6,15% nas faturas de energia. Já os clientes conectados em alta tensão, como indústrias e grandes comércios, terão aumento de 7,31%.

O Reajuste Tarifário Anual (RTA) é um dos mecanismos de atualização do valor da energia paga pelo consumidor, aplicado de acordo com fórmula prevista no contrato de concessão. O aniversário do RTA da CEB é em outubro. Porém, a cada quatro anos, as concessionárias também têm direito a uma Revisão Tarifária Extraordinária (RTE).

No caso da CEB, a RTE foi em junho deste ano, quando a Aneel autorizou aumento de 8,81% nas contas de luz. Somados os dois reajustes, os 1,1 milhão de consumidores atendidos pela distribuidora de Brasília terão suas contas majoradas em 15,8% este ano.

Os contantes reajustes nas tarifas de energia têm empurrado a inflação para cima. Pelas projeções do mercado, o custo de vida deste ano ficará mais próximo de 4,5%, o centro da meta perseguida pelo Banco Central. (AP)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação