Marcas

Marcas

postado em 21/10/2018 00:00
 (foto:  Ivan Amorin/Divulgação)
(foto: Ivan Amorin/Divulgação)
Rede de ensino


Intercâmbio e preocupação social




A Minds Idiomas foi criada em 2007 a partir do amor pela educação e pela vontade de unir o ensino ao lado empreendedor da CEO da instituição, Leiza Oliveira. A paranaense percorreu um longo caminho antes de consolidar o seu sonho: fez magistério e, para arcar com as despesas, costurava e fazia lingerie para as amigas. Com o dinheiro da venda das peças íntimas, começou a pensar em que poderia investir. Foi, então, que, com muita disposição e pouco capital, fundou a primeira escola em Porto Alegre, com o sócio Augusto Jimenez.

Ambos cumpriam todas as atividades demandadas pela Minds, desde a limpeza do ambiente até o atendimento aos clientes. A iniciativa teve sucesso e, no ano seguinte, foi possível começar a franquear. De lá para cá, somam-se 11 anos e mais de 70 unidades. Chegaram a Brasília em 2013 e, em 2016, inauguraram a segunda unidade na capital. As duas estão sob o comando da brasiliense Carolina Duraie.

Hoje, a empresa é economicamente ativa, com faturamento de R$ 300 mil, além de empregar mais de 20 pessoas, gerando renda local e no comércio do Entorno. No DF, a instituição formou mais de mil alunos, dos quais muitos se mudaram de país ou conseguiram melhores colocações no trabalho. Alguns optaram por trabalhar ensinando o idioma, além de outros casos. Na Minds, a preocupação não se limita à formação de carreira do estudante, mas, também, na formação como cidadão. Dentro da programação do curso, estão inseridos debates sobre os mais diversos temas, além da abordagem de culturas. Com isso, o aluno expande a mente, revisa valores e intensifica o papel como pessoa na sociedade.

A Minds English School é a primeira rede no Brasil que oferece curso 50% on-line e 50% presencial. Além disso, há curso completo em 18 meses com um tíquete médio favorável e que possibilita ao estudante pagar o curso simultaneamente com o intercâmbio. Ao terminar os 18 meses, o aluno poderá viajar e praticar o que aprendeu em sala de aula. A instituição conta com uma agência de viagem/intercâmbio, a Minds Travel, que faz parte do grupo Minds e consegue oferecer condições favoráveis para que o estudante viaje após a conclusão do curso.

A preocupação social da empresa vai além dos alunos. De norte a sul, a instituição tem diversas ações, como centros de direcionamento de carreiras para a comunidade carente, bolsas de estudo, entrega de cestas básicas, entre outros. Há escolas que não pedem o valor da matrícula, mas alimentos perecíveis. Muitos alunos que se formaram com bolsas de estudo hoje são professores da Minds.

Treinamento

A empresa espera crescer 10% até o fim de 2018. Em 2017, o faturamento da rede foi de R$ 75 milhões. Para 2019, a Minds tem novidades quanto ao curso 50% on-line e ao presencial, com vários jogos, atividades ao ar livre e inserção de board games novos na sala de aula. Tudo isso, a fim de tornar a experiência de aprendizado mais lúdica.

Para Leiza Oliveira, o sucesso da empresa se dá pelas pessoas que fazem parte dela. ;Temos um cuidado muito grande na escolha dos nossos franqueados. A Carolina, por exemplo, franqueada do DF, mostrou-se mais do que apta quando abriu a primeira unidade. Temos um centro de treinamento para os franqueados. Auxiliamos o nosso parceiro não somente de forma presencial, mas também com cursos on-line e na convenção anual da empresa, em que todos interagem: professores, setor administrativo, setor comercial. A Minds ama os seus colaboradores. Sem eles e os nossos franqueados, não seríamos uma rede educacional com alcance nacional;, afirma.




ARQUITETURA E DESIGN

2; edição do Prêmio Correio CasaCor 2018

A maior e mais completa mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo das Américas se une ao Correio Braziliense para realizar uma premiação exclusiva: a 2; edição do Prêmio Correio Braziliense CasaCor Brasília 2018. O prazo de votação está quase chegando ao fim e ainda dá tempo de quem não votou votar. A premiação reconhecerá os melhores ambientes em exibição na mostra deste ano. São 11 categorias no total, sendo quatro delas abertas para voto popular: Sonho de Sala, Sonho de Quarto, Sonho de Banheiro e Sonho de Cozinha. As demais (Melhor Projeto, Prêmio Especial, Originalidade, Uso de Obra de Arte, Melhor Uso de Luz, Melhor Ambiente Comercial e Melhor Paisagismo) serão avaliadas por uma comissão julgadora com profissionais ligados às áreas de arquitetura, design de interiores, design e paisagismo, jornalismo e marketing.

O período de votação do júri popular segue até 21 de outubro. A noite de premiação, em 24 de outubro, será na CasaCor Brasília, com presença dos indicados, expositores e convidados especiais. A votação é pelo site www.correiobraziliense.com.br/casacor2018. O resultado será divulgado em 25 de outubro.

O prêmio será um troféu feito pelo artista plástico piauiense Francisco Galeno, radicado em Brazlândia, um dos artistas de Brasília de maior reconhecimento no país. É autor de várias obras destinadas às categorias do Prêmio Unesco 2003, além de ter a reprodução de uma de suas pinturas em selo nacional pelos Correios. Ele pinta, faz esculturas, instalações, além de participar como cantor e ator em oficinas de música e teatro em Brazlândia e Brasília.


Programe-se

CasaCor Brasília 2018

Horários de visitação: de terça a sexta-feira, das 15h às 22h; sábados, domingos e feriados, das 12h às 22h

Endereço: Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Quadra 1, N; 975

Entrada: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia).

Assinantes do Correio têm 50% de desconto sobre o valor da inteira na compra de até dois ingressos, mediante apresentação do cartão Clube do Assinante (impresso ou app) na bilheteria do evento



GENTE... Moises Spritzer, da Fundação Getulio Vargas

Educação levada a sério

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação