Os famosos se dividem nas redes

Os famosos se dividem nas redes

postado em 29/10/2018 00:00
Após as urnas confirmarem a eleição de Jair Bolsonaro, alguns famosos e influenciadores foram às redes sociais opinar sobre o resultado do segundo turno. Nos últimos dias, muitos deles tinham se manifestado pelas redes e escolhido um lado para defender na reta final.
O cantor sertanejo Eduardo Costa destacou a campanha que fez para o presidente eleito e celebrou a vitória do capitão reformado do Exército. ;Comecei sozinho, três anos atrás, tomei muita pancada, mas não me arrependo de nada, graças a Deus. Meu partido é o Brasil;, escreveu.
Do lado oposto, a cantora Plabllo Vittar postou a foto de um arco-íris acompanhada da frase ;eu resisto;. Outra personalidade da música que manifestou indignação com os resultados foi Marcelo D2. O cantor de rap, que chegou a discutir com o candidato vitorioso pelo Twitter, durante a campanha, se disse exausto. ;Nunca me senti assim. Vi gente que admirava virar bundão e pôr o dinheiro na frente de valores básicos...Nunca me senti tão mal na minha vida;, desabafou.
A atriz Regina Duarte, que fez campanha para o candidato do PSL, celebrou a conquista. Regina chegou a postar 16 vezes no Instagram sobre o assunto. Em uma delas, agradeceu a Bolsonaro: ;Minha gratidão por seu patriotismo e votos de saúde, paz e muito amor no seio de sua família;. O humorista Danilo Gentili postou uma foto onde aparece em um ;enterro; do PT e comentou: ;Noite de velório aqui;.
Na área do esporte, o jogador do Tottenham Lucas Moura já havia declarado o voto em Bolsonaro e comemorou o resultado: ;Que seja o início de um novo tempo e que, finalmente, o nosso país comece a caminhar rumo a uma nação justa, honesta e próspera;. O ex-piloto de Fórmula 1 Felipe Massa parabenizou o presidente eleito e repetiu o slogan de campanha: ;Brasil acima de tudo. Deus acima de todos;.
O youtuber Felipe Neto, que recentemente declarou voto em Fernando Haddad, classificou a votação do segundo como ;um dos dias mais tristes; da história do Brasil. ;O dia em que a extrema direita voltou ao poder. Boa sorte a todos nós. A intolerância e o radicalismo venceram;, declarou pelo Twitter.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação