O grande dia de uma eleição inusitada

O grande dia de uma eleição inusitada

» Bruna Lima Especial para o Correio
postado em 29/10/2018 00:00



Foi uma eleição diferente de todas as outras em muitos aspectos. Mas o eleitor brasiliense cumpriu, como sempre fez, o ato de cidadania com respeito. Não houve confrontos, ocorrências policiais mais sérias. Mas, nas zonas eleitorais, nas filas de votação, era evidente a tensão: olhares apreensivos, bocas fechadas, alguns se aventuravam em comentários bem-humorados para quebrar o gelo.

Em meio a tantos conflitos durante toda a corrida eleitoral, o brasiliense mostrou maturidade na hora da votação. Era o fim de uma corrida eleitoral marcada por polarização, fake news, brigas quase irreversíveis com amigos e familiares, medo, mas também por fortalecer o exercício do diálogo e da resiliência. É hora de fortalecer a democracia e de curar cicatrizes.




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação