Gentileza à mesa

Gentileza à mesa

Criado por três irmãs, que cresceram em um lar repleto de delícias gastronômicas, o Café Gentil é um convite para quem gosta de comida afetiva

Por Sibele Negromonte
postado em 09/12/2018 00:00
 (foto: Fotos: Luis Tajes/Divulgação)
(foto: Fotos: Luis Tajes/Divulgação)

Na casa de dona Sara Gentil, todo domingo é sinônimo de festa. Filhos, netos, genros, nora, amigos e agregados costumam se reunir para o tradicional almoço semanal de família. Como boa nordestina, ela faz questão de preparar uma mesa farta ; lá, não existe essa de prato único. Isso sem falar nas sobremesas, momento mais esperado por todos.

Desde novembro, o brasiliense tem o privilégio de experimentar um pouco da hospitalidade dessa família. Fruto da sociedade das três irmãs Gentil ; Patrícia, Cristine e Michelle ;, o Gentil Café, Pausa & Prosa abriu as portas com a proposta de ser uma extensão do lar em que cresceram ; pelo menos de segunda a sábado, já que o domingo continua reservado aos almoços de dona Sara.

E, como não poderia deixar de ser, o café conta com a participação mais que especial da matriarca, responsável pela criação dos doces servidos na casa, além dos deliciosos empadões de frango e de palmito. O ambiente aconchegante é um convite a saborear um bolo de laranja com raspas de limão, um brigadeiro com gosto de infância ou um bom bocado quentinho ; receitas que estão na família Gentil há anos.

Dois caderninhos com folhas amareladas, recheados de receitas, são presença certa na cozinha do café. ;Sei tudo que está lá decorado. Mas eles ficam ali para o caso de eu precisar fazer alguma consulta;, diz dona Sara. Não é para menos, afinal, são anos de paixão pelas panelas.

Dona Sara deixou Fortaleza rumo a Brasília na década de 1970, acompanhada do marido, Antônio, que assumiria o posto de auditor no Ministério dos Transportes, e das três filhas, à época com 3, 4 e 5 anos ; aqui, nasceu o temporão e único filho homem do casal. Como não conhecia ninguém na nova cidade, o passatempo de dona Sara era cozinhar. De panela em panela, aperfeiçoava as receitas da mãe e das avós e criava tantas outras.

Com os filhos crescidos, dona Sara chegou a fazer alguns quitutes sob encomenda, principalmente para amigos, dela e dos filhos. E aqui vai um adendo: eu tive o privilégio de saborear muitas dessas delícias. Sempre que Cristine, que trabalhou por mais de duas décadas no Correio, anunciava que a mãe traria alguns lanchinhos, a ansiedade tomava conta de todos na Redação.

Foi em uma dessas encomendas que ela criou uma receita que se tornou um dos carros-chefes do café: a torta de chocolate com cobertura de castanha crocante caramelizada. O sucesso foi tanto que sempre arrumávamos um pretexto para pedir o ;Bolo Amanda; ; como ficou conhecido, por ter sido preparado especialmente para a despedida de uma colega de trabalho chamada Amanda.

Sonho antigo

E foi nesse lar repleto de memórias gustativas que as irmãs Gentil cresceram, e que despertou na caçula, Patrícia, o desejo de abrir um café. O projeto da nutricionista era antigo e começou a ser posto em prática há cerca de dois anos. Em julho do ano passado, ela convidou Cristine para se juntar à empreitada. Jornalista, a irmã do meio tinha deixado havia pouco tempo o Correio para seguir novos projetos, um deles a sociedade com o marido, Luis Tajes, no food truck Se essa rua fosse minha. Michelle foi a última a se unir às irmãs, em abril deste ano. Funcionária da Bancorbrás por 25 anos, ela também largou o emprego para se dedicar ao café.

E cada detalhe foi pensado com muito carinho: do projeto arquitetônico à louça, da decoração ao cardápio. O trio já contava com as mãos habilidosas de dona Sara, mas precisava de um profissional para assinar o cardápio de comidinhas salgadas e dar consultoria na implantação da cozinha. Recorreram ao chef-consultor Gabriel Rogério.

Ele é responsável pelos sanduíches, brusquetas, tarteletes, empanadas, omeletes, saladas... Tudo leve e preparado com produtos frescos. No Gentil, além dos cafés especiais tirados por baristas treinados, são servidos chás, vinhos, espumantes e cervejas gourmet. Ótima pedida para um happy hour.

As irmãs contam ; e a mãe atesta ; que, quando crianças, costumavam brigar com frequência. ;Mas logo fazíamos as pazes;, garantem. Hoje, não é muito diferente. As divergências, às vezes, surgem, mas são logo apaziguadas com muito bom humor.

Para tocar o negócio, o trio decidiu delimitar a função de cada uma. Por ser nutricionista, Patrícia ficou encarregada de lidar com os fornecedores, sempre em busca de alimentos frescos e de produtores locais. Mais organizada e metódica das três, Michelle é a responsável pela logística. Lida com funcionários, fiscaliza a limpeza e cuida da manutenção da casa. À jornalista Cristine coube a organização de eventos e a divulgação do café. Na prática, porém, como toda família unida, todas fazem de tudo um pouco.

O balanço dos primeiros dias de funcionamento é muito positivo. ;Superou as nossas expectativas;, garante Cristine. E, apesar de tão jovem, o Gentil Café, Pausa & Prosa já está cheio de projetos. Entre eles, servir alguns dos pratos que são sucesso garantido nos almoços de domingo de dona Sara. Imperdível!


Bom bocado

Ingredientes
  • 4 ovos inteiros
  • 2 copos (de 200ml) de leite integral
  • 500g de açúcar
  • 100g de coco ralado
  • 100g de queijo parmesão ralado
  • 1 colher de sobremesa de fermento
  • 3 colheres de sopa cheias de farinha de trigo
  • 2 colheres de sopa de manteiga

Modo de fazer
  • Bata primeiro os ingredientes líquidos ; leite e ovos ; no liquidificador.
  • Depois, acrescente, aos poucos, os demais produtos, sempre batendo bem.
  • Unte uma forma com manteiga e farinha de trigo e leve ao forno preaquecido a 180;C. Deixe assar por aproximadamente 45 minutos. Desinforme e sirva.

Serviço
Gentil Café, Pausa & Prosa
CLS 410, Bloco B, Loja 36
Instagram: @gentilcafe
Abre de segunda a sexta, das 12h às 21h, e aos sábados, das 11h às 21h.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação