Para saber mais

Para saber mais

postado em 24/12/2018 00:00

Trabalho afetado nos EUA

A 58; eleição norte-americana, realizada em novembro de 2016, foi uma das mais acirradas da história daquele país, com uma importância muito grande para as redes sociais, assim como ocorreu no Brasil. O republicano Donald Trump até recebeu menos votos que a democrata Hillary Clinton, mas foi escolhido como presidente por causa do sistema representativo válido por lá. As discussões entre os defensores de um e de outro, porém, foram além das urnas e chegaram aos escritórios dos Estados Unidos, segundo pesquisa feita pela Associação Americana de Psicologia. O levantamento aconteceu por meio de formulário on-line, entre 10 e 12 de agosto daquele ano, com 927 adultos empregados.

Um dos resultados mostrou que um em cada quatro funcionários foram afetados negativamente por conversas políticas no trabalho. Os mais jovens, em particular, tiveram produtividade diminuída e mais estresse. Mais de um em cada quatro trabalhadores entre 18 e 34 anos alegaram se sentir mais cansados por causa das discussões ; e o número é duas vezes maior entre homens do que entre mulheres. Esses grupos eram mais propensos a dizer que, por causa de conversas políticas mais ásperas, eles se sentiam mais isolados de seus colegas, tinham uma visão mais negativa sobre eles e experimentaram um aumento de hostilidade.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação