Do editor

Do editor

Sibele Negromonte
postado em 03/03/2019 00:00
Lembro-me bem do meu primeiro carnaval em terras candangas. O ano era 2001 e eu, como boa foliã pernambucana, quase entrei em depressão. Não havia bloquinhos ; só o Galinho e o Pacotão ;, gente fantasiada na rua nem a alegria típica de Momo. Passados 18 anos, tive o privilégio de ver o nascimento de uma festa vibrante e cheia de personalidade. Tudo isso graças a pernambucanos, baianos, cariocas, paraenses, gaúchos... e, claro, brasilienses. Afinal, se Brasília é um grande mosaico cultural, nada mais justo que protagonize um carnaval lindo, cheio de diversidade. As repórteres Juliana Andrade e Renata Rusky ouviram foliões nascidos e criados em estados onde os dias de Momo são levados a sério e mostram como eles veem os bloquinhos daqui ; muitos, inclusive, que eles ajudaram a dar vida, simplesmente, os prestigiando com muita animação. E mais: dicas para manter a make linda durante a folia. Também damos uma mãozinha para montar um kit sustentável para a festa e lembramos as consequências de não usar a camisinha. Boa leitura e um ótimo carnaval para todos!

Bom domingo e boa leitura!


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação