Brasil e EUA reforçam os laços

Brasil e EUA reforçam os laços

postado em 10/03/2019 00:00
 (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)


Com a crise envolvendo a Venezuela, o presidente Jair Bolsonaro confirmou que se reunirá neste mês com o presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump. De acordo com ele, será a oportunidade para as nações retomarem os ;fortes laços; na busca de um ocidente com liberdade e prosperidade. A Casa Branca, sede do poder Executivo da maior potência do mundo, já havia anunciado o encontro na última sexta-feira.

Bolsonaro disse que embarca em 19 de março para o país. Em sua conta no Twitter, ele escreveu que o diálogo com Trump será um dos compromissos nos EUA. ;Temos muito a somar!”, destacou o presidente. Além de tratar sobre a crise venezuelana, os dois líderes devem discutir cooperação nas áreas de defesa e políticas comerciais.

A visita ao presidente norte-americano, Donald Trump, não encerra as movimentações do chefe do Planalto no exterior. Bolsonaro cumprirá uma agenda de viagens também à Israel e ao Chile. No país sul-americano, assessores informam que ele quer conhecer mais a respeito do sistema de capitalização implantado na reforma da Previdência.

A intenção do governo, informou Bolsonaro quando anunciou as viagens, em transmissão ao vivo em rede social, é fechar acordos que tragam resultados ;concretos; ao país. ;Será uma viagem proveitosa para o Brasil;, disse.




Lobby militar será forte
A nomeação de quatro vice-líderes do governo na Câmara com origem militar acendeu o sinal de alerta em alguns parlamentares e até em parte da equipe econômica do presidente Jair Bolsonaro. O temor é de que a categoria se fortaleça e dificulte mudanças nas regras de aposentadoria da carreira. Entre os sete indicados por Bolsonaro no início do mês, estão o líder da bancada da bala, Capitão Augusto (PR-SP), além de Coronel Armando (PSL-RJ), Major Fabiana (PSL-RJ) e José Medeiros (Pode-MT).




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação