Suspeitas de um novo teste

Suspeitas de um novo teste

Segundo rádio pública americana, imagens de satélites do complexo de Sanumdong, na Coreia do Norte, indicam a possibilidade de preparo de disparo de míssil ou foguete. Registros foram feitos antes da mal-sucedida reunião entre Donald Trump e Kim Jong-un no Vietnã

postado em 10/03/2019 00:00
 (foto: STR
)
(foto: STR )




Apenas três dias após a notícia de que a Coreia do Norte, ao contrário do que se comprometeu com os Estados Unidos, estaria reconstruindo uma instalação ligada ao programa nuclear, aumentaram ontem as suspeitas de que o regime comunista pode estar preparando o disparo de um míssil ou mesmo de um foguete. Essa possibilidade foi levantada ontem pela rádio pública norte-americana NPR, a partir da análise de imagens de satélite do complexo de Sanumdong, situado perto de Pyongyang.

As imagens, obtidas da empresa DigitalGlobe, foram tiradas antes da cúpula entre o presidente americano, Donald Trump, e Kim Jong-un, em Hanói, na última semana de fevereiro. O encontro, o segundo entre eles em menos de um ano, terminou de forma abrupta ; sem comunicado oficial ou cerimônia ; depois de o líder norte-coreano cobrar o fim das sanções impostas por Washington a Pyongyang por seus programas de armas proibidas.

Evidências

Nos registros, datados de 22 de fevereiro, é possível ver veículos e caminhões no local, assim como vagões e gruas, de acordo com a NPR. ;Comparando tudo, parece muito com o que os norte-coreanos fazem quando constroem um foguete;, disse à emissora Jeffrey Lewis, especialista do Instituto de Estudos Internacionais de Middlebury, em Monterrey.

Em julho do ano passado, o jornal The Washington Post destacou que as agências de inteligência dos Estados Unidos haviam detectado, com imagens de satélite, a construção de ;um, talvez dois;, novos mísseis nesse complexo de pesquisa de Sanumdong.

Na última quinta-feira, também com base em novas imagens, especialistas norte-americanos informaram que o sítio de Sohae (ou Tongchang-ri), que inclui uma plataforma de lançamento e uma instalação para testes de motores de foguetes, foi rapidamente reconstruído e que, agora, ;havia voltado a seu estado operacional normal;. O desmantelamento de Sohae foi uma das poucas promessas concretas feitas por Kim aos Estados Unidos nas negociações de desnuclearização.

Um dia antes, quando especialistas dos think tanks Center for Strategic and International Studies e 38 North relataram que a reconstrução havia começado, o presidente Donald Trump declarou que ficaria ;muito, muito decepcionado; com o líder norte-coreano, se essas informações se confirmarem.

O chefe da Casa Branca, de todo modo, ainda investe na retomada das negociações com o líder da Coreia do Norte. ;Creio que nossa relação continua sendo boa;, afirmou Trump à imprensa na Casa Branca, na sexta-feira. Por sua vez, Pyongyang reconheceu pela primeira vez o fracasso da reunião no Vietnã. ;O público em casa e no exterior está lamentando, e acusa os Estados Unidos pela cúpula que terminou sem acordo;, assinalou um editorial da agência de notícias estatal norte-coreana KCNA.



;Comparando tudo, parece muito com o que os norte-coreanos fazem quando constroem um foguete;
Jeffrey Lewis, especialista do Instituto de Estudos Internacionais de Middlebury, em Monterrey

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação