Cautela na compra

Cautela na compra

» RAFAELA GONÇALVES*
postado em 18/05/2019 00:00

Com as férias de julho chegando e a alta do preço da moeda norte-americana, especialistas analisam as condições para quem pretende viajar para o exterior. Para quem não conseguiu cumprir a regra básica de comprar dólar aos poucos e já está com tudo pronto para embarcar, o conselho do educador e terapeuta financeiro Jônatas Bueno é comprar e evitar o mercado negro, ;considerando os conflitos que podem ser gerados;.

;Quem viajará agora, nas férias no meio do ano, com certeza já tem um planejamento em andamento mas, se não comprou a quantia necessária de moeda estrangeira, não vale a pena quebrar cabeça esperando abaixar;, disse.

Para quem está iniciando o planejamento de viagem agora, Bueno aconselha ter flexibilidade. ;Não vale a pena engessar muito os planos, porque você acaba gastando mais. É sempre bom ter datas e destinos flexíveis, levando em conta a volatilidade do mercado;, sugeriu.

Ele também alerta para a distribuição de gastos. ;É sempre bom dividir os gastos entre dinheiro e travel money. Para quem vai optar por gastos no cartão de crédito, a dica é, se houver a opção, fazer a cotação pelo dia da compra e não apenas no fechamento da fatura. Despesas como de hospedagem, e aluguel de carros podem ser feitas antecipadamente na internet e em real, uma maneira de fugir do IOF;, recomendou.

Com a maioria dos pacotes vendidos, o sócio-proprietário da agência de turismo Five Tour, Renan Aguiar, ainda não sentiu os efeitos da alta da moeda. ;Mesmo neste momento de instabilidade, acredito que Brasília tenha um cenário um pouco distinto do restante do Brasil, devido ao funcionalismo público, que tem uma renda mais estável;, afirmou.

* Estagiária sob supervisão de Rozane Oliveira

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação