Marido fere mulher a faca

Marido fere mulher a faca

Neste fim de semana, o Distrito Federal registrou dois casos de tentativa de feminicídio. No mais recente, jovem foi atacada pelo companheiro durante uma festa em Águas Claras. Ela foi levada para o hospital e o agressor está preso

» ANA VIRIATO
postado em 24/06/2019 00:00
O Distrito Federal registrou duas tentativas de feminicídio no fim de semana. No sábado, uma mulher levou 16 facadas do esposo, em Brazlândia, e sobreviveu. Cerca de sete horas depois, no início da madrugada de ontem, um homem esfaqueou a companheira no pescoço. Em recuperação no Hospital Regional de Taguatinga (HRT), a vítima, de 29 anos, pediu medidas protetivas de urgência.

O crime ocorreu por volta de 0h30, na Colônia Agrícola Arniqueiras, bairro de Águas Claras. Ao plantão policial do hospital, a mulher disse que estava em uma festa na casa da irmã. Em determinado momento, o companheiro teria sentido ciúmes e a ameaçado de morte. Logo depois, a atingiu no lado direito do pescoço com uma facada.

O agressor, de 36 anos, fugiu, mas foi localizado e preso pela Polícia Civil. Com sinais de embriaguez, afirmou que atacou a companheira porque ela ;já tinha estourado; a cabeça dele. O suspeito acrescentou que havia deixado a faca utilizada no crime dentro da casa. Os policiais retornaram ao endereço inicial, mas não encontraram o objeto. O local passava por perícia.

O caso é investigado pela 21; Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul). As identidades do autor do crime e da vítima não foram divulgadas. De acordo com o plantão policial do HRT, durante a madrugada, o quadro de saúde da mulher era estável.

O Correio entrou em contato com a Secretaria de Saúde para saber mais detalhes sobre o estado da vítima. Entretanto, a pasta informou que, com base no Código de Ética Médica, não pode divulgar este tipo de informação.

Dados da Câmara Técnica de Homicídios e Feminicídios da Secretaria de Segurança Pública do DF, com base em ocorrências registradas entre 2015 e 2019 e divulgados em maio deste ano, mostram que a maioria das ocorrências de feminicídio, cerca de 47%, ocorrem entre sábado, domingo e a madrugada de segunda-feira. A forma usada pelos assassinos é quase sempre a mesma: facadas (46,5%).

Arma
Segundo levantamento, em 46,5% das ocorrências, o assassino usa uma faca para cometer o crime

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação