Meses de agito

Meses de agito

Julho e agosto terão programação extensa e diversificada, distribuída por diversas regiões do Distrito Federal. Confira e aproveite!

» IRLAM ROCHA LIMA
postado em 01/07/2019 00:00
 (foto: Clausem Bonifácio/Divulgação)
(foto: Clausem Bonifácio/Divulgação)
Entre este mês e agosto, três grandes eventos, com a participação de renomados artistas da música brasileira, vão movimentar a capital: Na Praia, que ocupará extensa área na Orla Norte do Lago Paranoá; o CoMA, que se espalhará por alguns espaços no Eixo Monumental; e o Bud Basement, no porão do Estádio Mané Garrincha. Mas o público poderá apreciar também projetos que terão como protagonistas músicos, cantores e grupos brasilienses.

Acontece no Museu, idealizado por Tuka Villa-Lobos e André Trindade, no Museu Correios Brasília, já há algum tempo vem oferecendo uma programação variada de shows, com intérpretes de diferentes gêneros musicais. No Bar Brahma, estreou em 22 de junho o Bem Brasil, evento produzido pela GRV Música e Entretenimento. Já o O;Rilley acolhe o projeto Festival Alto Volume, com a participação de bandas de rock que têm trabalhos autorais.

O Pontão do Lago Sul recebe, até 3 de agosto, o Sesc Seresta, do qual vêm tomando parte nomes conhecidos da cena musical candanga, afeitos ao cancioneiro imortalizado por Sílvio Caldas e outros ícones do gênero. Em Planaltina, desde o último dia 22, ocorre o Sarau Cultural no Interior, sob a curadoria do violinista, regente e professor de música Thiago Francis.

Debandando nas feiras, iniciativa de Cesar Lignelli, tem levado a cidades do Distrito Federal um espetáculo que funde elementos da música e do teatro. Na encenação, os atores e cantores Debanda e Debandinha têm ao seu lado uma máquina de 23 instrumentistas. Eles já foram assistidos em feiras de Sobradinho, Cruzeiro Novo e Núcleo Bandeirante.




Acontece no Museu (Museu Correios Brasília/ Setor Comercial Sul) ; Há um ano em cartaz, o Acontece no Museu tem promovido peças teatrais, oficinas, cursos, mas o foco são os shows protagonizados por artistas brasilienses. No último dia 21, a cantora e compositora Márcia Tauil comemorou ali 20 anos de carreira com o show Canções de mim. Em julho sobem ao palco o celebrado guitarrista Haroldinho Mattos, a banda de rock Refúgio HM, o grupo vocal Chiquitas e Bacanas e a cantora Sabah Moraes, com o show Cantos de todo canto. Em busca de patrocinadores, a produtora Tuka Villa-Lobos informa: ;Para participar do projeto, basta aos interessados escreverem para o e-mail acontecenomuseu@gmail.com, enviando release, links e vídeos;.




A Parada da Música (Brahma/ 201 Sul) ; Abrir espaço para os compositores da cidade é a proposta de A Parada da Música Ao Vivo, que terá apresentações mensais. ;O que pretendemos é valorizar o processo criativo de uma geração talentosa da cidade que, em vez de fazer cover, aposta na música autoral;, explica o produtor artístico Gustavo Vasconcellos. Na edição de hoje, às 19h, se apresentam Paulo Chaves, Haynna + Daniela e Duka Menezes. A GRV está promovendo também no Bar Brahma ; uma vez por mês, aos sábados ; o Bem Brasil, que visa destacar a riqueza dos ritmos brasileiros.





Alto Volume (O;Rilley Pub/209 Sul) ; Os roqueiros da capital passaram a ter espaço para mostrar seus trabalhos autorais com o surgimento do Alto Volume, projeto iniciado em agosto de 2018. A partir de janeiro deste ano, as apresentações são às quartas-feiras, às 20h. Segundo Cezar Degraf, idealizador do evento, mais de 50 bandas passaram pelo palco do pub, entre elas, Vontana, Ilus Kari, Galões de Diesel, Tennesco, Escolta e Nunca é Tarde. ;Em 14 de julho, vamos promover a primeira edição do Festival Alto Volume, com bandas de todas as regiões do DF e do Entorno. Estamos também criando um elenco para essas bandas;, anuncia Degraf.





Sesc Seresta (Pontão do Lago Sul) ; A temporada de 2019 do Sesc Seresta, que ocorre aos sábados, às 19h30, teve início no dia 15 com o cantor Rogério Midlej, e prosseguirá até 3 de agosto, quando Marcos Catarina prestará homenagem à memória do compositor mineiro Vander Lee. De acordo com o Tulio Chaparro, diretor regional do Sesc-DF, o projeto foi criado com o objetivo de valorizar a cultura da seresta. ;Buscamos sempre desenvolver o importante papel de fomentador da cultura musical, promovendo a diversidade de ritmos na cidade.; Dhy Ribeiro foi quem soltou a voz no último sábado. Na sequência, se apresentarão Wagner Malta e Dani Baggio (foto), sábado próximo; Clodo Ferreira e Sandra Borges (dia 13); Aparecida Silvino e João Souza (dia 20) e Luciana Oliveira e Joana Duha (dia 27).





Sarau Cultural no Interior ; Desde 22 de maio, o Sarau Cultural no Interior tem levado a Planaltina música de qualidade feita em Brasília. As apresentações são em centros de ensino, espaços culturais, igrejas e praças. Sexta-feira próxima, às 20h, o Regional do Choro toca, às 20h, no Instituto de Ação Cultural; e, no dia 12, Sax, Piano Projects, marcam presença no mesmo local. Criador e curador do projeto, o violinista, regente e professor de música Thiago Francis diz que o Sarau Cultural visa à promoção e ao acesso à cultura e promover o intercâmbio entre artistas. ;Além de colaborar com a democratização da música, ele desperta, incentiva e resgata o gosto da comunidade de Planaltina pela música.; Além disso, segundo ele, há a intenção de formar plateia e novos músicos, ;valorizando e resgatando seus trabalhos;, acrescenta.





Debandando nas Feiras ; Ação que chega às feiras das cidades do DF, Debandando nas Feiras é fruto de pesquisa desenvolvida na Universidade de Brasília (UnB), por César Lignelli. Num esquete teatral, ele dá vida à Debanda e contracena com a filha Estela Vieira, que interpreta Debandinha. Demais, Demenos e Ella são outros personagens do espetáculo. No desenrolar da trama, são ouvidas 10 músicas, compostas por Lignelli e por João Lucas. Chama a atenção também uma máquina formada por 23 instrumentos, entre os quais gaita de fole, naipe de apitos, tambores, agogôs e reco-reco. ;Debanda é uma espécie de andarilho acumulador que concentra características turvas em meio à sua translucidez. Não se sabe de onde vem nem a que tempo pertence;, relata Lignelli. Depois de passar por Sobradinho, Cruzeiro e Núcleo Bandeirante, vai a Taguatinga (sábado próximo) e chega ao Plano Piloto/Torre de TV (dia 14), Samambaia (dia 21) e São Sebastião (dia 28).







Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação