Eclipse do Sol será visto hoje

Eclipse do Sol será visto hoje

postado em 02/07/2019 00:00



Nesta terça-feira, países da América do Sul poderão observar um eclipse solar total. A visão do fenômeno só será completa para pessoas que estão no Chile e na Argentina. Porém, os brasilienses também terão uma visão parcial do evento astronômico, que será observado dessa forma no Uruguai, Paraguai, Equador e Brasil.

O professor de física do Instituto Federal de Brasília (IFB) Hara Dessano explica que o fenômeno ocorre quando a Lua e o Sol se alinham e um se sobrepõe ao outro. Graças à localização geográfica, chileno e argentinos poderão ver esse alinhamento resultar no encobrimento total do Sol pela Lua. O dia se transformará em noite por cerca de dois minutos. ;Lá, a Lua passará em frente ao Sol e bloqueará a luz solar. Aqui, ainda se verá o Sol. Cerca de 22% dele estará coberto;, diz Dessano.

Na capital, o Clube de Astronomia de Brasília (Casb) estará reunido na Praça dos Três Poderes a partir das 18h até 21h30 com equipamentos adequados para a observação. O evento é aberto ao público.

Radiação
Para quem quer assistir por conta própria, é preciso ter alguns cuidados, pois, não se pode olhar diretamente para o eclipse devido à radiação ultravioleta. ;É preciso proteger os olhos com óculos especiais, porque se estará olhando diretamente para a luz solar. Às vezes, usar até mais de um óculos escuros;, recomenda Hara. Fora isso, é só olhar para o céu e aproveitar. ;Como será no horário que o Sol está se pondo é bom ir para um lugar descampado para ter uma visão melhor e torcer para não está nublado;, completa.

O evento também será transmitido ao vivo pela empresa de informática IBM, em parceria com observatórios da Argentina, do Chile e a Nasa. De acordo com o site Time and Date, em Brasília, será possível ver cerca de 21% do sol coberto. O evento terá início por volta de 17h até as 17h49.

Esta é uma oportunidade única de ver um fenômeno do tipo, pois, esse será o único eclipse total observado no mundo em 2019. O último dessa espécie foi observado em 2017, nos Estados Unidos.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação