Pontos de vista

Pontos de vista

postado em 02/07/2019 00:00
 (foto: Fotos: Arquivo pessoal)
(foto: Fotos: Arquivo pessoal)

Por Miles Pomper

Evolução preocupante

;Ao exceder o limite permitido de urânio enriquecido, o Irã provoca um preocupante desdobramento na crise nuclear. Vejo essa atitude como o início do desmoronamento do comprometimento de Teerã com o JCPOA (sigla em inglês para o acordo nuclear). Ainda que não crie problemas imediatos, e que tal manobra possa ser revertida facilmente, caso isso continue, o Irã poderia encurtar o prazo necessário para adquirir material físsil suficiente para uma arma nuclear.;

Analista do Centro para Estudos de Não Proliferação James Martin, em Monterey (na Califórnia)


Por Steve Fetter

Aviso ao Ocidente

;Não acho que isso seja, em si, uma importante violação do JCPOA. O Irã não está significativamente mais próximo de uma bomba nuclear, e não estará mesmo se continuar armazenando urânio durante os próximos meses. Ao excederem esse limite de 300kg de urânio enriquecido, os iranianos enviam um claro sinal de que não continuarão a cumprir com as cláusulas do acordo se não receberem os benefícios econômicos prometidos em troca da imposição de limites ao programa nuclear.;

Professor da Faculdade de Políticas Públicas da Universidade de Maryland e ex-vice-diretor do Escritório de Políticas de Ciência e Tecnologia da Casa Branca





Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação