Ajuda do arroz

Ajuda do arroz

postado em 02/07/2019 00:00
O arroz, outro alimento com lugar garantido na dieta dos brasileiros, também é apontado como um protetor contra o excesso de peso. Após um estudo considerando dados de 136 países, cientistas japoneses concluíram que os níveis de obesidade são substancialmente menores onde se consomem grandes quantidades do grão ; em média de 150g diários por pessoa. Em contrapartida, nas nações de menor índice ; 14g por dia ;, há níveis mais elevados de obesidade.

Segundo os cientistas, mesmo um aumento modesto no consumo médio de arroz ; 50g diários, o equivalente a um quarto de xícara ;, seria possível reduzir a prevalência mundial da obesidade em 1%. ;Dado o aumento dos níveis de obesidade em todo o mundo, comer mais arroz deve ser recomendado para proteger contra a obesidade, mesmo nos países ocidentais;, frisa, em comunicado, Tomoko Imai, pesquisador da Doshisha Women;s College of Liberal Arts, e líder da pesquisa, apresentada em, maio, no Congresso Europeu sobre Obesidade.

A equipe chegou às conclusões levando em conta fatores de risco ligados ao excesso de peso, como estilo de vida, condição socioeconômica, gastos com saúde e educação. Segundo Tomoko Imai, é possível que a presença de fibras, nutrientes e compostos de plantas encontrados nos grãos possam aumentar a sensação de plenitude e evitar excessos. ;O arroz também é pobre em gordura e tem um baixo nível de glicose pós-prandial, o que suprime a secreção de insulina;, complementa.

O pesquisador destaca que, com os resultados, não é possível estabelecer uma relação de causa e efeito entre ingestão de arroz e obesidade. Também lembra que excessos não ingestão do grão estão relacionados ao aumento da probabilidade de surgimento de síndrome metabólica e diabetes.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação