Indiana Noma canta Mercedes Sosa

Indiana Noma canta Mercedes Sosa

Com show lapidado há 19 anos, cantora reverencia hoje a artista argentina no Espaço Cultural do Choro

Irlam Rocha Lima
postado em 02/07/2019 00:00
 (foto: Marcelo Castello Branco/Divulgação)
(foto: Marcelo Castello Branco/Divulgação)




Indiana Nomma tem memória prodigiosa. Ela se lembra que, em 1980, aos quatro anos de idade, levada pelos pais, estava na Praça da Revolução Sandinista, ao lado de 1,5 milhão de pessoas, para assistir a um show de Mercedes Sosa. ;O momento mais marcante da apresentação foi quando La Negra interpretou So le pido a Diós e aquela multidão a acompanhou fazendo coro e batendo palmas ritmadas ao mesmo tempo;.

Filha de pais exilados, Indiana, hondurenha-brasileira, que cresceu entre México, Nicarágua, Portugal e Alemanha, ao voltar ao Brasil, há 32 anos, veio morar em Brasília, onde deu início à carreira artística, como vocalista da banda BSB Disco Club. Depois, participou de diversos projetos e festivais e abriu shows de Milton Nascimento, Ney Matogrosso, Itamar Assumpção, Alceu Valença, Jorge Aragão, Daniela Mercury, Billie Paul e Gloria Gaynor.

Um dos projetos criados pela cantora é o que, há 19 anos, presta tributo a Mercedes Sosa. Nesse show, que pode ser apreciado hoje, às 21h, no Espaço Cultural do Choro, ela revisita canções como Alfonsina Y El Mar, Gracias a la vida, Duerme negrito, Si si cala el cantor, Volver a los 17 e, claro, Solo pido a Diós. Em cena tem a companhia do pianista José Cabrera e do baterista Renato Gloria.

Radicada no Rio de Janeiro desde 2010, Indiana, conhecida e aplaudida como uma intérprete versátil, tem mantido uma recheada agenda de compromissos. Por três anos, foi a atração do piano-bar do Hotel Novo Mundo, acompanhada pelo consagrado pianista Osmar Milito.

Com a norte-americana Alma Thomas, tem feito o show Dolls and Dames, em que explora sua faceta de jazzista e blueseira. ;Tenho me apresentado também em locais importantes da cena musical carioca, como o Blue Note e a Sala Baden Powell. Lancei três CDs e dois deles, o Unexpected e o Lessons in love, foram finalistas das 27; e 29; edições do Prêmio da Música Brasileira;, conta.

Nos últimos três anos, Indiana tem feito turnês pela Europa, cantando em festivais na Alemanha e Itália. ;Em maio, a convite do cantor argentino Bruno Arias, me apresentei em Buenos Aires (Teatro Opera), Ituzaingo e La Plata. Para celebrar a memória de Mercedes Sosa, representante icônica da música latino-americana, morta há 10 anos, gravei um disco como Bruno. Já em La Plata, cantei acompanhada pela orquestra infanto-juvenil Alpino e participei de gravação com o grupo;, destaca.




Tributo a Mercedes Sosa
Show de Indiana Noma, acompanhada por José Cabrera (piano) e Renato Glória (bateria), hoje, às 21h, no Espaço Cultural do Choro (Eixo Monumental, ao lado do Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Não recomendado para menores de 14 anos. Informações: 3224-0599.




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação